Exílio (pt. 1)

12 de Dezembro de 2013 Bruna Gehring Contos 648

Estava sentado no topo da torre mais alta do edifício. Uma igreja em estilo gótico, que se erguia bem no centro da cidade. Frequentemente o fazia. Costumava dizer que era o único lugar onde os problemas não conseguiam alcançá-lo. Lá não ouvia as vozes estrondosas da população, sempre apressada, nem os rostos de onde sempre brotavam olhares tortos. Gostava do lugar, principalmente há noite – como agora – quando os pássaros dormem, e a Lua ilumina a noite nuviosa e fria. Ele gostava da sensação. O vento, o silencio, o isolamento... Quando ali estava, pensava no que os outros pensavam. Refletia sobre uma mulher muito bonita que lá em baixo, do outro lado da rua, passava todos os dias. Questionava-se “para onde vai?”. Observava o velho que parecia gritar algo ao pé da igreja. Assistia o jovem dono da livraria em frente à construção fechar a loja pontualmente todas as noites. E testemunhava uma criança puxar o casaco da mãe como que pedindo por alguma coisa. Era tão bom esta ali. Só naquele lugar ele se sentia completo, só ali conseguia se sentir uma pequena parte daquele mundo, que lá parecia menos caótico.


Leia também
"Estou triste" há menos de 1 hora

A noite se instala em mim. Lá fora, apenas o silêncio da noite e o teu o...
joaodasneves Poesias 4


"Estou cá a matutar" há 1 hora

Esses dias ando meio triste muito confuso, ando a querer isolar-me, f...
joaodasneves Pensamentos 4


A Humildade nos Cai Bem há 5 horas

Se o domínio total é do Senhor, porque o poder pertence a ele, isto dever...
kuryos Artigos 8


Fuga da Inspiração há 6 horas

Preciso terminar um poema que comecei numa empolgação danada... Dep...
a_j_cardiais Poesias 39


Um Dilema há 7 horas

Estou aqui reclamando da minha "vidinha", enquanto tem alguém por aí que...
a_j_cardiais Poesias 37


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 6 há 10 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 15