Essa é uma historia que começei a escrever a um tempo atras,é estranho como parece com o que aconteceu de verdade.mas na minha historia tem motivoa nao foi um apenas um terremoto...mas que seja...triste o que aconteceu,tenho pessoas queridos no distrito de Sendai e não sei como eles estão...

Bem ae vai o texto....

..........
Ele acordou de repente,no susto,não era pesadelo nem nada assim,tudo tremia e agora era realmente real,o prédio foi feito p´rá aguentar um terremo bem forte mas parecia que o prédio ia ceder e dessa vez não era um sonho.

Dês de quando ele se mudou pra lá os sonhos com terremotos,fim do mundo,tudo destruído eram constantes e isso o per tubava muito,também depois de passar a vida toda ouvindo e vendo na t que no Japão tinha terremoto era normal ter essa paranoia, ainda mais Roberto que tinha receio de tudo. Ele chegou uma vez a ir pra escola se escondendo de poste em posto porque na noite passada tinha tido tiroteio na rua da escola.... isso foi quando ele era moleque, mas, mesmo assim ele vivia com medo.

Tudo estava no chão,a TV quebrada no chão,os quadros da parede,as coisas da estante,DVDs,CDs, tudo no chão e o tremor parecia não sessar O desespero tomou conta de seu coração ele resolveu ficar em baixo da cama ate tudo acabar mas parecia que os tremores só pioravam.

Já tinha quase um ano que Roberto morava em Fukushima, a ideia era morar em Tokyou mas o dinheiro era muito curto,pagar faculdade,alimentação e casa com o que recebia do Brasil e com o emprego que arrumou em Tokyou não dava,mas aquela cidade era boa,perto das montanhas,era gostoso viver ali,só era um pouco chato quando era necessário ir pra Tokyou por causa do trabalho. Ele trabalhava em uma editora de quadrinhos,na gráfica e como office boy, mas seu sonho era fazer quadrinhos que editora editava,ele ate publicou uma ou duas historia mas nada que o efetivou como desenhista!

Ele olhava para a parede ao lado da cama e parecia que estava rachando,o barulho era tão alto,na rua,nos vizinhos,vidro quebrando,coisas caindo a sensação era terrível,a única coisa que passava pela cabeça e Roberto era voltar pro Brasil,sair dali vivo e voltar pra casa!

O barulho aumenta drasticamente e algo cai em cima dele e da cama,cai tão forte que ele desmaia.

Ele acorda e,ao olhar ao redor naquele primeiro momento ele percebe que não esta mais em casa e sim no hospital,no hospital que sua namorada trabalha,a cabeça doí como nunca, e ele se pergunta o que houve.

Já esta de noite e não parece que é cedo,sua namorada, Elisa, dorme no sofá do lado da cama e no corredor ouve se pessoas correndo de um lado pro outro,pessoas falando,correndo e aparentemente apavoradas. Os tremores passaram mas aquela sensação não passou,a sensação de que algo muito ruim aconteceu.

Ele tenta se levantar mas ainda esta aparentemente tonto,a cabeça doí,nem ficar sentado na cama Roberto consegue.

O que aconteceu? É uma pergunta que não sai da cabeça de Roberto.

Entra uma enfermeira com um semblante abatido,de uma pessoa que passou a noite toda presa a algum tipo tensão. Ela fala muito rápido e o sotaque do sul atrapalha Roberto a entender ate porque ele não é um expert na língua.

-Você esta bem rapaz,sua namorada passou a noite toda do seu lado,nos a dispensamos por hoje mas ela não quis sair do seu lado,ela que cuidou de você! Disse a enfermeira mas devagar quando percebeu que Roberto não entendia.

-Ah,obrigado...eu estou meio confuso,não sei o que aconteceu e o que esta acontecendo!

-Esta tudo horrível,o pais esta um caos. A Dr. Eliza de explica tudo quando ela acordar,tente descansar dormir novamente,o golpe que você recebeu foi muito forte!

-Ta ok. Obrigado.

Depois de alguns minutos,ele cai no sono novamente.



-Roberto,Roberto acorde meu amor.

Ele acorda novamente no susto. Elisa na frente,parece apreensiva!

-Roberto,o senhor Naoto Kan pediu pra evacuarem essa área,o pessoal do hospital já esta fazendo a remoção do pessoal para outro hospital,nos temos que ficar no minimo dez kilometros longe da usina.

Ainda mais confuso e com a dor de cabeça latejando forte ele ouve com atenção.

-Eu vou te levar de carro ate Nagoya,ate a casa dos meus pais e você fica la.

-E enquanto a você?

-O hospital precisa de mim.

-Me explica amor...o que foi que aconteceu? O que esta acontecendo? Porque eu estou aqui?

-Um terremoto de 8.9 atingiu o pais,tudo esta um caos por aqui,só o sul que parece que não sofreu tanto,por isso vou te levar pra la. O prédio que você morava caiu,alem do terremoto uma tsunami acabou com grande parte da cidade,ate as usinas estão comprometidas,esse foi o motivo de evacuar o prédio!

-Elisa,você ai ficar comigo! Eu preciso de você perto de mim! E se acontecer de novo?

-Não sei o que fazer! Mas por enquanto se vista e vamos sair daqui!



…..........