André Jilles Breton refez seus cálculos no Cubo 37.



Segundo eles o Sol se partiria em dois, que seguiriam em direções
opostas, a velocidades impressionantes, levando os astros em colapso atrás de
si. A Lua partir-se-ia formando um anel ao redor da Terra, que iria se
contorcer e se revirar como Io.



A Terra, Marte e Saturno seriam atraídos para um destino, e os
outros na direção oposta, exceto Júpiter, que não iria aguentar a pressão das
forças gravitacionais e se partiria numa explosão apocalíptica.



Mercúrio e Vênus seriam torrados e reduzidos à poeira espacial.



Plutão, por estar muito longe ficaria à deriva.



Enviou mensagem ao Comando:



— Confirmado: Armageddon previsto para as 36 horas siderais, melhor
probabilidade de sobrevivência na face oculta de Plutão.



Olhou pela janela da estação. As naves se engarrafavam lá fora.
Respirou aliviado, quem diria que viver em Plutão um dia seria vantagem!



© 2014 Maurício Robe
Barbosa Campos. Todos os direitos reservados.