Poesia não haverá.

08 de Março de 2014 Elisergiopoeta Contos 611

Dias incomuns e de tão tristes Hurick passava a grande maioria calado, sufocado e imerso em uma intensa nostalgia, pois Bela Flor estava distante e tal distância não era apenas física. Sua ausência era como um veneno destilado e espalhado por todas as artérias, ao passo que se passava o tempo aumentava-se a dor, diminuindo o tempo de vida e aumentando a saudade dela.

As coisas estavam difíceis, as brigas eram constantes o ciúme de Hurick irritava e deixava triste Bela Flor e por isso afastavam-se cada vez mais os amantes. Ela chegava a eternidade do amor questionar, dizia não mais querer viver com tanta desconfiança de quem a dizia amar. Hurick a cada dia mais se entristecia, e apesar de todos os esforços não conseguia mudar, sabia que mesmo com algumas promessas por Bela Flor quebradas, que a desconfiança sempre fora infundada e que o medo de perder Bela Flor o estava fazendo deixar de ganhar.

Em uma noite que a tristeza não era passageira, e o ciúme tentava Hurick afogar, ele e Bela Flor discutiram, e talvez por causa do desgaste Bela Flor mais do que antes passou a se irritar. No calor da discursão sem saber que as palavras são como um carro desgovernado na contramão Bela Flor disse a Hurick que apenas o que ele escrevia, era responsável por ela na vida dele ainda continuar.

Hurick profundamente se entristeceu com as palavras Dela, pois na vida não era menos verdade que Ele era o poeta, e que a poesia era Ela e isso nunca quis negar. Hurick nunca foi só palavras, sua lhaneza sempre ecoou por onde ele passava e sua sensibilidade de todos os demais o fazia se diferenciar.

Agora sem a certeza da eternidade, Hurick diz que da sua vida não mais sabe, e que sem Bela Flor o caminho não se pode trilhar. Sem ela é como se Hurick não existisse, tudo que tem cor perde o brilho, desaparece o ar, não se tem mais vida.  Sem Bela Flor a vida é solitária e fria, sem Bela Flor não há poesia, não mais haverá.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Obedecendo o Vento há 7 horas

As folhas caem, e eu quero falar sobre isso, sem me preocupar com o feiti...
a_j_cardiais Poesias 26


"Verão na Europa" há 10 horas

Hoje começou o verão Mas todos os dias, são dias de verão O verão na...
joaodasneves Poesias 5


"Maria Emília" há 11 horas

Meu amor Antes de tu nasceres Raramente eu pensava em ti Iria com o pass...
joaodasneves Acrósticos 7


"Sou" há 12 horas

Sou o livro sem palavras Sou a historia por contar Sou o céu sem estre...
joaodasneves Acrósticos 7


"Livro sem letras" há 14 horas

Meus livros já estão sem letras Meu papel sem cor Com a caneta vazia Q...
joaodasneves Poesias 8


Amor há 16 horas

Quando Jesus diz que aquele que o ama é quem guarda os seus mandamentos, o...
kuryos Acrósticos 8