Sou hoje, o milagre que a humanidade espera para amanhã.
Sou soluções de problemas.
Sou a revolução...
Quem me dera ser tudo isso, ajudar o mundo a mudar, ser a diferença.
Tem gente querendo marca o mundo, não importa como.
Eu quero fazer a diferença nos corações humano.
Esses meros mortais, só pensam em mudar, pensam em tomar uma atitude, mas tudo
não passa de pensamentos...
Sinto falta dos lutadores, dos guerreiros que faziam a diferença.
Agora me pergunto como posso ser o milagre da humanidade? Se sou eu que preciso
de um.
Como posso lutar pelos fracos e oprimidos? Se não sei o significado da luta.
Como posso marca o mundo? Sendo que ele já esta todo acabado.
Preciso entender que nem tudo da para mudar, talvez em uma época distante alguém
possa fazer o que ninguém fez e esse “alguém” não sou eu.