Simplesmente Pedro

03 de Maio de 2014 robson aguiar Contos 793

Havia naquele dia chegado tarde da noite, pois passara muito tempo na estrada.Pedro homem bom, que aprendera, quando pequeno o valor que cada ser humano tem e que cada um merece ser tratado do mesmo modo que ele queria ser tratado, justamente naquela noite encontrara um grupo de pessoas ao relento na escadaria da pousada, chovia e ele não conseguia dormir. Acostumado a colocar a cabeça no travesseiro sempre sem culpa, sempre com o dever cumprido, sempre pensando nos seus. O pedro era  casado, pai de  um menino, dizia que tinha mais do que merecia e sempre dividia tudo com aqueles que necessitavam, uma palavra amiga, uma palavra de alento, um pedaço de pão, sempre pronto a ajudar. Despertou de um sono que ainda não tivera seu inicio e se dirigiu a recepção da pousada, chovia e aquelas pessoas não poderiam passar a noite fria, que tornava cada gota de água que caia mais dolorosa, ele poderia resolver, mesmo que por um momento aquele sofrimento de pessoas que já haviam se acostumado com aquela situação, contudo, para ele aquilo era totalmente desumano. Na recepção solicitou um quarto, que pagaria na manhã seguinte, foi, para sua surpresa, questionado sobre sua solicitação e pensou "isto é o fim do mundo, como poderia alguém questionar sua atitude". Saiu a procura daquelas pessoas e convidou estes para entrar em um quarto e passar uma noite digna, básica para aqueles que se consideram racionais, uma cama, lençóis, pegou algumas roupas secas e os presenteou. Dormiram, encerraram a noite achando que haviam encontrado um anjo e descansaram, acordando pela manhã, após tomarem um café reforçado se despediram daquele que por ser humano e pensar nos outros fez com que aquelas pessoas se lembrassem que Deus existe e que ele aparece em nossa frente através de pessoas como o pedro.


Leia também
" Amar é" há menos de 1 hora

Amar e como voar, no mais azul dos céus. É sentir a sensaçao de estar n...
joaodasneves Poesias 4


PAU DE FITAS há 5 horas

PAU DE FITAS Dançam as raparigas cá em roda D'um mastro d'onde fitas ...
ricardoc Sonetos 4


PAU DE FITAS há 5 horas

PAU DE FITAS Dançam as raparigas cá em roda D'um mastro d'onde fitas ...
ricardoc Sonetos 3


Falta de Amor ao Próximo há 10 horas

A razão de viver é amar... Mas a maioria das pessoas vive o amor ao din...
a_j_cardiais Poesias 31


Amor a Deus x Amor ao Mundo há 10 horas

Nos dias do autor não havia automóveis como os luxuosos que existem em no...
kuryos Artigos 8


A Origem e a Razão de Ser de Tudo há 15 horas

Deus não criou todas as coisas para depois intentar formar uma Igreja. Ao...
kuryos Artigos 16