Descobertas Adolescentes-Cap-11:

03 de Maio de 2014 guilherme Contos 1394

Léo ouvia cada palavra, estava chocado com o que ouvia, viu a raiva saltando dos olhos de Pedro.

Pedro: ficou mudo?

Léo: hehe... claro que aceito, você me ajudou no momento que eu precisava, ta na hora de retribui o favor, o que iremos fazer.

Pedro: primeiro vamos reunir o maximo de informações que pudermos de cada um, tanto Fernando, quanto Théo, você ira seguir cada um deles, não vai ser difícil, andam sempre juntos, vai me informar casa passo, cada conversa.  Ai sim, poderemos armar algo que destrua a vida deles.

Léo: pode contar comigo amigo, irei segui-lo, basta me de a foto que eu irei atrás desse tal de Theo e Fernando, mas me diz o que foi que eles fizeram?

Pedro: coisa minha, esses gayzinhos de merda vao pagar.

Léo: Gay? Eles são gays?

Pedro: sim,por que?

Léo: terei mais prazer ainda de acabar com eles agora, esse tipo de gente nunca era para ter existido, eu não entendo por que eles existem.

Pedro: hum... cara você é homofobico?

Léo: sou sim, com orgulho.

Pedro: posso ser muitas coisas, mas não homofobico, o que que tem? São eles não eu.

Léo: bem cada um tem sua maneira de pensar, eu não gosto e pronto.

Pedro: hum, mas então, tudo ok, arranje o maximo de informações possíveis.

Pedro escreveu os endereços  de cada um no papel e entregou, Léo saiu em seguida.

RESIDENÇIA FAMILIA SOPRANO

O rosto de Marilia ficara cada vez mais surpresa,  a medida que lia a carta, seus olhos só podiam estar traindo ela.

“ cada dia me apaixono mais por você meu amor, Marilia a garota que roubou meu coração”

Foi a frase que mais se destacou em sua mente. Carol voltara.

Carol: mamãe saiu...

Viu Marilia lendo a carta, a garota ficou branca e nervosa.

Marilia: me explica.

Carol: Marilia eu, eu...

Carol começou a chorar, Marilia passara as mãos nos seus cabelos, também nervosa.

Marilia: quero ouvir de você.

Carol: eu te amo Marilia, desde quando te conheci no parque, você estava linda, seu jeito me conquistou no primeiro minuto que te vi, me apaixonei de você.

Marilia: você é Lésbica?

Carol se aproximou da amiga, tentou abraçar, Marilia se esquivou

Marilia: não me toque. Meu Deus, não estou acreditando nisso tudo, .primeiro o Leo e agora você, você que sempre falava dos garotos, de Ricardo.

Carol: para disfarçar amiga, eu gosto de garotas, eu amo você.

Marilia: NÃO ME CHAME DE AMIGA.

Carol: para Marilia, sou eu Carol.

Ambas estavam chorando.

Marilia: eu deitei na cama com você, eu tomei banho com você, que nojo.

Carol: você esta me ofendendo Marilia, para com isso.

Marilia: Você me da nojo, como é que você beija uma mulher? Sua nojenta?

Carol caira no chão chorando.

Carol: por isso não te contei, tinha medo dessa sua reação.

Mais forte Carol levantou-se do chão.

Carol: você nunca ira me perdoar não é?

Marilia: não, nunca.

Carol: desculpe pelo que eu vou fazer agora.

Foi rápido, carol lançou-se em cima de Marilia, e beijou-a na boca, mesmo com toda a tristeza, ela sentira o gosto de sua amada pelo menos uma vez. Era quente, macia. Marilia tentava sair, mais Carol a prendia nos braços. Depois de muitas tentativas, Marilia consegue empurrar Carol, que cai na cama.

Carol: eu precisava muito.

Marilia cuspiu no chão, limpou a boca, chegou perto de Carol, e com toda sua força deu um tampa no rosto da ex-amiga. Carol recebera um grande tampa, seu corpo virou para o lado, sua cabeça foi com o movimento, as lagrimas saindo. Ela ouviu letra por letra do que Marilia falava.

Marilia: Nunca mais olhe no meu rosto, nunca mais fale meu nome, nunca mais lembre-se de mim.

Marilia saiu do quarto, o baque a bater a porta fez com que Carol se derrama-se em lagrimas.

RESIDENÇIA DE TONiA

Tonia e Maicon estavam sentados na cama, comendo o bolo com refrigerante de laranja.

Maicon: então? O que aconteceu?

Tonia: vim para cá para Bahia, desde São Paulo eu procurei uma casa, e encontrei essa, acho que aqui ninguém nunca saberá onde me encontrar.

Maicon: mais e o Plínio?

Tonia: doe-me o coração ate hoje, não queria abandonar o meu amor, não mesmo, mas foi preciso, seu eu queria me livrar do meu passado, tinha que deixar tudo que fosse possível para trás, mas  infelizmente, nem tudo, como minhas cicatrizes.E tem mas eu namoro o ricardo

Maicon: nossa,tonia tem certeza que quer me contar?

Tonia: tenho, você já provou ser de confiança, e se eu não contar a ninguém acabo explodindo. Eu to com ele para tentar esquecer o plinio, mas  acabou que o Ricardo se apaixonou por mim, ele me ama, e eu to brincando com os sentimentos dele.

Maicon:gata nem sei como te ajudar.

Tonia: só em me ouvir, você já faz muito.

Maicon: vou nessa, tenho academia agora, foi ótimo conversar com você, mas agora tenho quer ir, se der passo mais tarde aqui.

Tonia: este bem amigo, tchau.

Tonia acompanhou o garoto ate a porta, voltou e deitou na cama, mais uma vez olhando a foto de Plínio, e chorando.

RESIDENÇIA FAMILIA BRANDÃO.

Igor queria saber como Rafael ficara em coma.

Martha: não sabemos direito, só que ele capotou com o carro.

Igor: meu deus

Daniel: você parece ser de confiança garoto, tome olhe essa carta.

Igor leu a carta.

Igor: quer dizer que alguém fez isso com ele?

Daniel: é o que parece, mas não tinha nenhum outro carro lá, ou bateu no dele e fugiu.

Igor: talvez a culpa seja minha.

Martha: como assim filho?

Igor: eu estava com ele minutos antes, ele tinha saído de minha casa naquela hora, era pra eu ter o deixado ficar mais tempo comigo.

Martha: ah filho, não se sinta culpado.

Igor: run... eu gostaria de poder visita-lo.

Daniel: espera so mais uma semana e liberaremos uma visita a ele, so eu localizar o Miguel e pronto.

Igor mais uma vez ficou nervoso.

Igor: o miguel?

Daniel: sim, ele esta com a outra chave da caixa, precisamos dela.

Igor: bem melhor eu ir, se tiver noticia me avisa, o Rafa tem meu numero no celular dele.

Martha: daremos sim.

Igor se levantou e acompanhado do casal saiu da casa.

RESIDENÇIA DA FAMILIA MATARAZZO.

Amanda: como assim mãe? Por que?

Todos olhavam dona Zélia querendo saber o porque ela não deixara Amanda se casar. Demorou mais a mulher abriu um sorriso.

Zélia: estou brincando minha família, que noticia maravilhosa, espero que sejam felizes.

Amanda: ufa... Assim me mata antes do casamento.

Zélia: deveria ter dito antes que estava grávida.

Amanda: eu sei, mas é por que de inicio o Breno não aceitou a gravidez, mas agora esta tudo bem e vamos nos casar.

Ricardo: ate que enfim, vai sair daqui.

Todos riram. Ricardo se perdera agora em seus pensamentos. Passaram-se meia hora , Ricardo foi para seu quarto. E deitou na cama, pensando em Tonia. Sua mente voou.

1 SEMANA DEPOIS.

Ricardo já tinha acordado, tomado banho, café e agora estava a caminho da escola, ao chegar, vê Tonia e Maicon conversando, léo veio falar com ele.

Léo: oi

Ricardo: oi

Os dois não estavam muito bem, depois da briga.

Léo: hoje tem aquela aula chata de sociologia né?

Ricardo: se é chata eu discordo, mas tem, vou nessa.

Leo ficou parado viu Marilia chegando e depois carol, foi se juntar a Carol.

Ricardo foi em direção a Tonia e Maicon.Os três viram Fernando entrando no colégio.

Os três partiram em direção de Fernando, que ao velo-os abriu um sorriso imenso.

Ricardo: e aquele seu problema la?

Fernando: ate agora to uma semana livre, vim para cá para fugir.

Tonia: aqui iremos te proteger.

Fernando: sei disso amigos, incluindo você Maicon.

Maicon: opa que bom.

Um sorriu para o outro.

LÉO E CAROL.

Léo conversava sobre Marilia com Carol.

Leó: então ela esta brava com você também? Mas o que você fez?

Carol: não é da sua conta.

A garota saiu agressivamente.

Léo: só quis ser gentil, aff...

Os olhos do garoto percorreu toda escola, ate que localizou Ricardo, Tonia e Maicon, tentara reconhecer o outro que não lhe era estranho. Mas não conseguia, sem querer seu caderno caiu, mostrando a foto de Theo. Ele pegou e guardou, olhando o garoto de novo, lembrou-se da foto de Fernando e comparou para confirmar. E confirmou.

Léo: é ele, tenho que avisar o pedro.

Pegando o celular ele ligou para Pedro.

Léo: Pedro?

Pedro: fala garoto?

Léo: tenho noticias.

Pedro: desembucha logo

Léo: o Fernando esta aqui, esta estudando aqui.

Pedro: na sua escola?

Léo: sim.

Pedro: isso explica por que ele não apareceu aqui hoje. Informação muito valiosa Léo, muito bem.

Léo: e ele é amigo de dois amigos meus.

Pedro: quem?

Léo: Ricardo e tonia, eles estão andando juntos.

Pedro: Ricardo e Tonia, a noticia é melhor do que imaginei. Vou ter que desligar

Léo: ok.

Bateram o telefone.

ESCOLA DE PEDRO

Pedro bateu o telefone.

Pedro: galera!

Um grupo de 4 garotos surgiu.

Garoto 1: fala Pedro?

Pedro: não iremos assistir aula hoje, iremos a uma outra escola, vamos tocar o terror.

Continua...


Leia também
LUTA ARMADA há 20 horas

LUTA ARMADA Aqueles tidos como imprescindíveis Pelo afã de lutar toda...
ricardoc Sonetos 5


Paz Celestial há 1 dia

Paz na alma é muito mais Do que paz de mente... pois passa desta par...
kuryos Artigos 13


Poema Rosa Para um Dia de Sol há 2 dias

A Rosa Emília A Rosa que an...
a_j_cardiais Poesias 61


Poema Suado há 2 dias

Estou num deserto de inspiração... Nada passa por aqui... Nem ladrão. ...
a_j_cardiais Poesias 50


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 3 há 2 dias

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 22


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 2 há 2 dias

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 16