Descobertas Adolescentes-Cap-19:

18 de Maio de 2014 guilherme Contos 1190

1 SEMANA DEPOIS.

Amanheceu um novo dia, os acontecimentos da semana passada, eram passado, mas continuavam interferindo no presente.

“ Diário

Hoje começa mais um novo dia, peças do passado ainda não foram achados. O corpo de minha irmã, Amanda, continua perdido. Todos aqui estão triste. A morte de Marilia também trouxe muito sofrimento, a amiga dela, Carol, esta bem triste, não apareceu um dia na escola depois da morte de Marilia. E olha que foi época de prova da I Unidade. Depois da nossa conversa eu e a tonia não estamos mais tão unidos, estou triste, O Fernando e Theo estão querendo dar um jeito de desmascarar Pedro, mas estão com medo, agora sabe que ele é capaz de qualquer coisa. Espero que hoje seja um ótimo dia. Bem agora tenho que me arrumar para escola” “Obs: finalmente conheci o Theo”

RESIDENÇIA DE TONiA

Tonia estava em casa anda se arrumando, quando ouviu Maicon o chamar. Abriu a porta e deixou o garoto entrar.

Tonia: então, como esta?

Maicon: estou muito confuso, não sei mais o que sou. Não quero ser gay, mesmo não tendo nanda contra, mas aquele beijo do Fernando mexeu comigo, desde então não tiro ele da cabeça.

Tonia: você se apaixonou por ele.

Maicon: o que eu faço? Minha família?eu vou lutar contra isso, não quero nada disso para mim. Fernando não podia ter feito isso.

Maicon se afundou no pensamentos, não sabia o que fazer. Se apaixonou por Fernando.

Maicon: quando o salvei daquele acidente a uma semana, me sentir bem, eu salvei a vida dele, fiquei no hospital. Teve um momento que segurei na mão dele e fiquei o olhando, queria beijar, sentir o mesmo dele. Será que ele também se apaixonou por mim?

Tonia: tenho pra mim que sim, e acho que desde a primeira vez que você o viu.

Maicon: não sei o que faço, nunca me apaixonei assim, ainda mais por um garoto.

HOSPITAL

Martha, Daniel e Igor estavam com Rafael, eles tinham acabado de sair do Hospital, depois de tanto tempo em coma.

Martha: pronto meu filho, agora estará perto de nós de novo.

Rafael: ainda bem, já não  aguentava mais ficar preso naquele quarto.

Igor: agora será bem mais tratado, com carinho e amor.

Rafael deu um sorriso para Igor.

RESIDENÇIA FAMILIA SOPRANO

Carol estava no quarto chorando, sua mãe trouxe, uma bandeja de comida.

Carol: não quero  mãe to sem fome.

Flavia: mas minha filha, voce precisa comer

Carol: não consigo

Flavia: sei que a morte de uma pessoa que nos amamos, é difícil de se lidar, mas voce precisa se alimentar, ou vai morrer de fome, e fará outras pessoas sofrer como voce esta sofrendo agora. Voce quer isso?

Carol olhou para mãe, seus olhos cheios de lagrimas.

Flavia: vou deixar aqui, prometa que uma hora vai comer, pelo menos uma maça.

Carol: prometo.

Flavia deixou a bandeja em cima da mesinha da cama, beijou a filha na cabeça

Flavia: vai ficar bem. Te amo

E saiu do quarto. Carol voltou a chorar forte, e se encolheu na cama, apertando um urso de pelúcia que Marilia lhe deu uma vez.

ESCOLA CONVIVENDO E APREDENDO

Tonia e Maicon estavam chegando na  escola ultimamente os dois andavam mais juntos. Tonia não estava conseguindo mais conversar com Ricardo.

Tonia: então, já pensou no que vai fazer?

Maicon: mais ou menos. Mas agora vamos parar de falar de mim, e voce e o Ricardo?

Tonia: precisamos falar mesmo disso?

Maicon: sim, voce pretende falar a verdade a ele? Que voce não o ama?

Tonia: sim, mas ele parece gostar muito de mim, o jeito que me olha, que me toca. Não era para eu ter levado isso a tão longe.

Maicon: mas levou, agora tem que aguentar.

Tonia: eu sei, aos poucos estou contando tudo do meu horrível passado, ate mesmo sobre o Plínio.

Maicon: aham, deve ser difícil né?

Tonia: muito. Por isso eu te digo, se voce ama o Fernando, não fuja por ele ser homem, o que voce sente é natural sim, da natureza é humano. É o amor, não acredite no que dizem que é uma coisa não- natural, por que é. O amor é para todos. Não existe amor diferente, são todos iguais.

Maicon ficou pensativo.E Entram na escola.

RESIDENÇIA FAMILIA BRANDÃO

Chegaram, Daniel estava colocando as coisas de Rafael dento de casa, junto com o filho, pois sabia que Martha queria falar com Igor. Assim ficaram a sós no lado de fora

Martha: Igor, quero falar com voce.

Igor: pois não don... Martha

O rapaz conseguiu evitar o “ dona”

Martha: eu e o Daniel conversamos, e tivemos uma conclusão

Igor: qual?

Martha: voce vai vim morar conosco, assim ira sair do desconforto de um hotel, e aqui será melhor para voce, poderá ficar com o Rafael o dia todo.

Igor: serio?

O rapaz ficou feliz e abraçou a sogra.

Igor: vocês estão sendo a família que nunca tive, obrigado. Rafael ficara feliz.

Martha: o Dani esta falando com ele la dentro.

Igor entrou na casa, ao mesmo tempo que Rafael saia do quarto, os dois se viram e se beijaram, Martha e Daniel olhavam, sem – graça claro, mais iria se acostumar.

Igor: a felicidade chegou para nós meu amor

Se abraçaram.

 

Ricardo estava perto da escola, quando percebeu que Fernando e Theo estavam se aproximando, resolveu espera-los. Ao se aproximarem, percebeu que Ricardo estava ali.

Fernando: oi amigo.

Ricardo: oi Nando, oi Theo?

Theo: hehe... só estou acompanhando o Fernando, já que já te encontramos é melhor eu ir pra minha escola, infelizmente a mesma do Pedro.

Ricardo: pena, por que não vem pra cá?

Theo: meus pais estudou lá, tenho que estudar lá também segundo eles, ESCOLA EDUCAÇAÕ JOVEM, aff

Riram. Theo saiu e Ricardo e Fernando, seguiram para escola e entraram. Ricardo viu Tonia, mas nenhum dos dois demonstrou interesse de se falarem, deixando Ricardo cabisbaixo. Fernando viu Maicon, e ambos ficaram se olhando e com os corações acelerados. O sinal tocou e cada um foi para sua sala.

RESIDENÇIA FAMILIA ROGRIGUES

O carro de Bruno, que na verdade era da avó, parou na casa de Guilherme. Que já o estava aguardando. Entrou no carro.

Guilherme: oi

Bruno:oi, esquecendo nada não?

Se beijaram. Bruno deu a partida e segui a estrada.

--------------------------------------------

HORAS DEPOIS

-------------------------------------------

A aula acabou. Cada um saíram para sua casa. Maicon e Tonia, estavam conversando. Quando Fernando passou por eles.

Maicon: sabe Tonia, voce tem razão, durante a aula eu pensei bastante. Tenho que correr preciso fazer uma coisa.

Tonia: hehe... boa sorte.

Maicon correu, ate alcançar Fernando, que estava perto de um beco.

Maicon: FERNANDO, ESPERAAA

Fernando parou em frente ao beco, percebendo Maicon o puxou ao beco e beijou Fernando. Que ficara paralisado.

Maicon: voce aceita namorar comigo?

Fernando ficara paralisado, somente um sorriso no seu rosto transparecia uma resposta. O garoto gaguejava

Fernando: isso é serio?

Maicon: sim, muito serio, não estrarei brincando com isso, eu achei que eu sempre fui Hetero, mas depois daquele beijo vi que não, fique com aquilo na cabeça diversas vezes. E acabei me apaixonando por você. Mas então você aceita ou não me namorar?

Fernando: aceito sim.

Maicon segurou nas mãos de Fernando e o abraçou.

Maicon: hoje você vai para minha casa.

Fernando: esta ok, meu namorado.

Saíram do beco em direção a casa de Maicon

RESIDENÇIA FAMILIA ROCHA

Pedro acabou de chegar da escola, foi a ate a geladeira para beber água e encontrou um bilhete.

“ Filho, tive que fazer uma viajem, sua avo não se encontra bem,  Zuleide também esta doente e não vira trabalhar hoje. Ira dormir essa noite sozinho. Se cuida.”

Pedro: ate parece, com certeza vou é encher a cara de cachaça.

Pedro bebeu água e pensou em uma coisa. Pegou o celular, discou um numero e falou.

Pedro: Breno?

Breno: ele mesmo, que foi?

Pedro: venha na minha casa, estou so, vamos brincar.

Breno:opa, to indo agora.

FAZENDA

O carro foi estacionando embaixo de uma arvore, Bruno tinha levado Guilherme a uma fazenda.

Guilherme: que lugar lindo amor, de quem é?

Guilherme observava os animais e a natureza do local, era bem arrumado.

Bruno: meu tio, lembra eu te falei uma vez?

Guilherme: ahh sim, nossa que lugar maravilhoso.

Guilherme deu um beijo em Bruno. Saíram do carro. E andaram em direção a enorme casa. Havia varias pessoas trabalhando, mas ninguém dentro de casa.

Guilherme: não tem ninguém aqui dentro, estamos sos?

Bruno: aham, mas não vamos fazer nada aqui dentro, hoje irei realizar um grande desejo seu.

Guilherme: uma fantasia minha?

Bruno: aham, gostoso.

Bruno deu outro beijo em Guilherme.

RESIDENÇIA DONA FATIMA

Sâmara estava sozinha. Ate que recebe a visita de Wesley seu amante

Wesley: conseguir o dinheiro, esta aqui

Sâmara: ótimo, o idiota do Marcelo não quis me dar.

Wesley: calma, vamos tomar tudo dele ainda.

Se beijaram.

Sâmara: você tem quer ir logo, minha avo pode chegar a qualquer momento  o Marcelo tambem.

Wesley: aham, ah sim, lamento por sua prima. Amanda.

Sâmara: ah é, era minha prima preferida, mas ela ta morta agora, eu não, então minha vida continua.

Wesley: imagina se fosse a pior prima. Fui

O rapaz saiu. Sâmara entrou fechou a porta  contou o dinheiro.

Sâmara: estou feita, pagar logo as dividas  o restante guarda para algum momento oportuno.

RESIDÊNCIA FAMILIA BRANDÃO

Rafael estava sozinho em casa, Martha e Daniel haviam voltado a trabalhar, aguardava Igor chegar com as coisas deles, iria morar mais ele ali de agora em diante. Não tardou muito Igor chegou com as suas coisas. E colocou no quarto com a ajuda de Rafael.

Rafael: não acredito meu amor, iremos morar juntos, o que sempre sonhamos.

Igor: sim sim, agora nada mais nos separa.

Rafael: e seus pais já sabem?

Igor: não vamos falar deles agora, quero so comemorar com você.

Rafael: de que jeito

Igor: desse

Igor beijou Rafael carinhosamente, era um beijo lento, calmo, Rafael estava se entregando. As mãos de Igor ia na bunda de Rafael apertando, e Rafael segurava o pau de Igor que estava duro. Rafael tirou a camisa de Igor, devagar. Beijava o peitoral e barriga, lambia o corpo dele inteiro.

Igor: quanto tempo venho querendo isso

Rafael: agora terá.

Rafael chupava os mamilos de Igor que adorava aquilo. Igor retirou a camisa de Rafael também e alisava o corpo definido. Colocou Rafael na cama e chupou-lhe o corpo, em seguida o pescoço, que fazia Rafael se arrepiar.

Rafael: ahhh

Eram gemidos de prazer. Igor retirou a bermuda de Rafael e alisava o pau do rapaz enquanto chupava seus mamilos. Colocou a mão dentro da cueca e começou a masturbara Rafael, que estava delirando de prazer. Igor desceu mais e retirou a cueca de rafael, segurava os 19 cm de pica e o colocou na boca

Rafael: ahhhhhhh... Igor

Rafael estava suspirando de tesão, Igor chupava maravilhosamente bem, sempre, Rafael estava segurando a cabeça de Igor, que chupava tudo, lambia a cabeça, descia pelo corpo, sugava tudo oque via. Continuava a chupar.

Rafael: agora é minha vez

Rafael retirou a cueca Box branca de Igor e se ajoelhou, abrindo as pernas do rapaz. Era grosso e media na faixa de 18 cm, Igor meteu na boca de Rafael fodendo a boca do garoto. Que assim como Igor fez ele chupava tudo, ate se engasgar. Suas mãos percorriam o peito e barriga de Igor, enquanto o rapa o fodia a boca. Ficou assim por um bom tempo.

Igor pegou Rafael e colocou na beira da cama e levantou as pernas do garoto em frango assado, e se debruçou sobre o corpo de Rafael, enquanto beijava, chupava e mordia o ouvido de Rafael, que estava em êxtase. Esfregava o pau no cu de Rafael, ensaiava como se tivesse metendo, Rafael e Igor gemiam, Igor colocou um dedo no cu de Rafael que piscava, em seguida passou lubrificante no pau e no cu de Rafael e colocou o pau devagar, Rafael estava delirando muito a essa altura. Igor o penetrava devagar, em pé.

Rafael alisava o rosto de Igor e segurava a coxa grossa do rapaz o empurrando pra dentro de si. Igor segurava o pau de Rafael e o masturbava. Rapidamente Rafael gozou piscando o cu prendendo o pau de Igor, que em segundos encheu o cu de Rafael de porra.ficou la dentro e abraçou Rafael que deslizava as mãos nas costas de Igor.

Rafael: te amo

Igor: te amo

FAZENDA

Bruno tinha retirado Guilherme de dentro da casa e estavam passeando pela floresta que tinha perto.

Guilherme: não acredito, é o que estou pensando?

Bruno: aham

Guilherme: esse é uma das fantasias que mais sonhei amor.

Bruno: e hoje vou realizar.

Bruno pegou Guilherme com força, apertando a sua bunda e o beijando intensamente. Guilherme pegava no pau duro de Bruno e apertava bem, virou-se de costas e deixou Bruno fingir que o estava metendo rápido. Guilherme estava bastante exitado.retiram a roupa ficando so de bermuda, se beijavam. Guilherme viu uma arvore em que dava para ambos ficarm juntos em cima dele. Subiram

Guilherme: nossa... que loucura.

Breno: bota loucura nisso.

Guilherme retirou a bermuda Breno também ambos estavam nus agora. Guilherme se pendurou e um dos galhos e começou a chupar Bruno bem forte, que gemia muito. Chupava intensamente. So se ouvia os cantos do pássaro e o “ ihhh” “ahhhh” de Bruno que abriram a perna para foder a boca de Guilherme. Guilherme engolia aquela pica suculenta e vermelha ate se engasgar.

Torcaram de galho era a vez de Guilherme ser chupado, Guilherme segurava o pau e batia no rosto de Bruno que aforava e a bria a boca esperando o pau de 19,5 cm de Guilherme entra na sua boca

Bruno: vai gui, bate forte, vai.

Guilherme batia mais forte e depois meteu na boca de Bruno com tudo. Bruno chupava e masturbava Guilherme que gritava de prazer, e começou a enfiar na boca de Bruno com volúpia

Bruno: aii que delicia... ihhhh aaahhh

Guilherme estava apertando a bunda de Bruno com força, tudo em cima da arvore que o deixava ainda mais quente. Bruno virou Guilherme de costas e meteu a língua no cu de Guilherme. “ ohhhh” ahhhg” gemia Guilherme que piscava o cu.Bruno batia na bunda de Guilherme que ficava vermelho e rebolava o cu na língua de Bruno que subia e descia enquanto masturbava Guilherme.

Bruno colocou Guilherme de 4.

Guilherme: fode forte vai, meu gostoso.

Bruno molhou o pau com saliva e enfiou de vez. “ ahhhhhhh” foi um grito de dor, mas rápido tornasse prazer. Bruno começou a bater na bunda de Guilherme  e  fodia forte. “ ihhhh” “ uhhhh” gemia Bruno. “ ahhhhhh, vai vai” gemia Guilherme. Desceram da arvore, Bruno posicionou o namorado de costas para ele e apoiando no tronco da arvore, enfiou a pica e começou o vai e vem. Guilherme se masturbava  forte também. Os gemidos tornaram-se mais altos e fortes. “ aiiii aiii” “ ihhhh, deliçia”. Bruno metia forte.

Voltaram para cima da arvore, Bruno colocou Guilherme de frango assado, colocando os pés do rapaz em cima de seus ombros volto a enfiar, os gemidos não paravam, já estavam soando. Mais Bruno continuou metendo e Guilherme arranhava as costas de Bruno, o puxava para dentro de si. Bruno por sua vez apertava o peitoral de Guilherme, beijava sua boca, e lambia o pau ao tempo que metia.

Saíram da arvore e deitraram-se no chão. Agora começaram a se masturbar todos os dois. Guilherme foi o primeiro a gozar melando o corpo e o pau. Bruno chupou tudo. Depois gozou Guilherme também limou tudo. Estavam mortos.

Guilherme: nossa... foi muito bom

Bruno: sim sim, vamos tomar banho de rio agora.

Guilhreme: cara... você é de mais. Te amo.

Se beijaram e saíram pelados ate chegar ao rio, so não demorar por que poderia chegar alguém.

RESIDÊNCIA FAMILIA OLIVEIRA

RESIDENCIA FAMILIA ROCHA

A Campainha da casa de Pedro tocou, o garoto estava de bermuda e uma camisa branca de botões. Abriu a porta com enorme sorriso. Breno entrou com aquele corpo másculo e musculoso, o agarrando forte e o beijando rápido, parecia com fome.

Pedro: ta com fome é?

Breno: claro, vou te comer todo hoje.

Pedro se excitou ainda mais, tendo um macho gostoso daquele só pra ele ali agora. Pedro retirou a camisa de Breno  e começou a chupar e morder seus mamilos e desceu pelo tanquinho e segurava os braços fortes de Breno, que retirou o pau ainda sobre a bermuda e começou a esfregar na cara de Pedro

Bruno: gosta de pica, gosta?

Pedro: sim sim, muiro.

Bruno: então engole ela.

22cm de pica na boca de Pedro, o garoto também forte, chupava e chupava sem parar Breno urrava de tesão e fodia a boca de Pedro como se fosse um cu. Breno pegou Pedro e colocou no sofá de frango assado pegou lubrificante e passou quase todo no pau e enfiou de vez em Pedro, que aguentou toda a dor e pedia para colocar com mais força e  vontade. Breno fodia aquele cu como se fosse um cavalo. Pedro adorava ser comido assim, por um macho de verdade. “ ahhhh, fode fode, ahhh, mete essa porra” gritava Pedro ao gemidos fortes de Bruno. Que agora botou Pedro de quatro e mandou ver, bombeava forte de fazer Pedro balança bastante, já estavam soados, Breno metia e Pedro segurava suas coxas o mandando meter mais e mais forte ate acabar com tudo. Breno obedecia todas as ordens.

Breno: vou gozar.

Pedro: espera.

Deitou-se novamente de Frango assado, e mandou ele o comer bem mais forte e fundo agora. Breno fazia isso, Pedro se masturbava, os gritos, urros e gemidos eram tão fortes que mostravam a vaia da garganta dos dois. “ ahhhhhhhh” Pedro gozou sobre seu próprio corpo, Breno enfiava com mais força e vontade, o corpo de Pedro tremia e ele olhava Breno com uma cara de safado puto. Breno percebeu que ia gozar retirou o pau e se masturbou na boca de Pedro e gozou forte e muito. Melando todo o corpo de Pedro, que lambia cada parte que caia.

------------------------------------------------

Depois de tanto sexo, o dia passou e já era noite

----------------------------------------------------

RESIDÊNÇIA FAMILIA MATARAZZO

Ricardo ficara em casa desde quando saiu da escola, sem falar com ninguém, só estava ele e André em casa. Ate que Batem na porta e André atende. Do quarto houve o grito do irmão

André: Ricardo, tem dois garotos aqui querendo falar com você.

Ricardo: manda subir.

Subiram e entram no quarto era Fernando e Theo.

Ricardo: que milagre vocês dois por aqui, ao que devo isso?

Fernando: não aguentei esperar ate amanha para contar a novidade

Ricardo: qual?

André estava subindo para falar com Ricardo e ouvi Fernando dizer

Fernando: Maicon e eu estamos namorando, passei a tarde na casa dele, mas sem nada de mais só conversamos é tudo novo pra ele ainda.

André entrou no quarto assustado com o que ouviu, mas ficou quieto

André: mano eu vou sai ta, vou na casa do juca.

Ricardo: ok.

André saiu olhando para Fernando e Theo.

RESIDÊNCIA FAMILIA ROCHA

A porta da casa de Pedro estava aberta. A cozinha ficava de frente para porta, quem chagasse via tudo. Breno ainda estava la, eles estavam preparando uns sanduíches. Quando ao passar por trás de Pedro, Breno resolve abraça-lo por trás fazendo um vai e vem gostoso, ambos se excitaram. E se beijaram ao pararem percebeu que estavam sendo vistos.

Pedro: Léo?

Ficaram assustados

Léo: que nojeira é essa? Você... você é gay?

Pedro: calma, posso explicar

Léo: eu vi você é gay, que nojo, você é o Breno?

Breno: não sou gay, so  como o Pedro.

Léo: você ainda é passivo? Eu não acredito que nojo. Não sou mais seu amigo, não te ajudarei em nada mais. Seu Viado sujo.

Léo ia saindo quando Pedro o pegou em seus braços. E o beijou. Leo deu um soco em Pedro e cuspiu no rosto dele.

Léo: que nojo, você me infectou, com essa boca que chupa pica.

Pedro segurou novamente os braços de Pedro e disse.

Pedro: ninguém me da as costas, quem faz isso acaba morto Léo. Se você me der as costas mando matar você.

Continua...


Leia também
Uma Tal Pedra há 15 horas

No meio do caminho de muitas famílias, agora tem uma pedra... Tem uma...
a_j_cardiais Poesias 22


Mundo da Gataria há 15 horas

Gato criado com mordomia, não conhece o mundo da gataria. Não sobe nos...
a_j_cardiais Infantil 44


A história do amor há 16 horas

A história do amor O amor sempre existiu Em muitas formas Em várias ...
pfantonio Poesias 30


AFRO-AMERICANO - Des-História Universal há 16 horas

AFRO-AMERICANO Terra da Liberdade, a Norte-América Tornou republicana ...
ricardoc Sonetos 8


"Primeiro encontro" há 21 horas

Olha, te recordas da primeira vez que eu te vi? não foi só pra me distr...
joaodasneves Mensagens 7


John Owen - Hebreus 1 - Versos 4 e 5 – P3 há 1 dia

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Mensagens 9