Eu imaginei encontrar alguém que me tiraria o fôlego, mas que ainda assim, não fosse o amor da minha vida. Digamos que um acidente de percurso. Alguém que deixasse as coisas subentendidas do porquê de não ter dado certo, até que por fim encontrasse a pessoa com quem eu viveria o resto da minha vida. Um acidente de percurso que eu desejaria sofrer centenas de vezes. Que faria o meu coração bater mais rápido que a luz. Mas nos meus devaneios, essa pessoa me abandonaria, nunca imaginei que seria o contrário.