"Uau", pensou Rodrigo ao ver aquela moça linda do outro lado da rua. Curvas intrigantes e presença tão marcante... A bela viu o jovem e sorriu. Para a surpresa, Rodrigo não reagiu mais a ela. Os olhos do rapaz eram como pequenos esquilos negros: inquietos e espontâneos. Mas seu olhar era uma flecha. Charmoso e inteligente, o estudante fazia sucesso com as colegas na faculdade! Tanto que havia muitas... Ops. De repente, ele sentiu uma mão suave em seu ombro:

— Já cansou de olhar? — disse sua namorada Joana, visivelmente irritada. 

Sem perder a pose, Rodrigo respondeu:

— Querida, estamos juntos há dois anos. Pense assim: é melhor saber que estou contigo porque realmente quero, e não por falta de opções. E você sabe muito bem que sou completamente fiel a você — olhou no fundo dos olhos da amada antes de continuar — Apenas admiro, respeitosamente, a beleza feminina. Sou homem e não tenho vergonha disso. Agora, vamos voltar pra faculdade, que tenho uma surpresa pra minha namorada...

Joana ficou com os olhos enormes por três segundos; os lábios levemente abertos indicavam que a jovem tentaria responder algo. Mas ela simplesmente aninhou-se junto a seu homem, sorriu discretamente e seguiram juntos pela rua — radiantes e certos de seu amor.