Lampião rei do cangaço
Por um amor se rendeu
E na grota dos Angicos morreu.

Cabra valente das matas nordestinas
Mais seu coração se rendeu
Ao amor de uma menina.

Amor que surgiu
entre tiroteio e morte
fazendo esse amor ficar
cada vez mais forte.

Maria bonita era assim chamada
mulher do capitão
a volante apelidava
e por muito inimigos adimirada.

Maria, destemida e forte
não sentia medo
nem temia a morte
carregava em seu sangue
a coragem da mulher do Norte.

Virgulino Ferreira o Lampião,
comandou por decadas
o cangaço no sertão
matava seu inimigos
sem dó no coração.

Já sabia que seu fim se aproximava
mais não sabia
que por uma emboscada
seria seu fim
ao lado de sua amada.