O uso da crase

16 de Julho de 2011 João Igor Cordel 3573

Olá,

Hoje resolvi contar um pequeno causo de um poeta que ao conversar durante a aula de português foi indagado a responder a sua professora substituta sobre o tema explicado.

A professora estava explicando o assunto crase, quando viu que lá no fundo da sala alguém conversara muito alto, então parou a aula e disse praticamente gritando:

-“Quem agora conversar
vai ter que me responder
o assunto é complicado
e para se aprender
tem que prestar atenção
em tudo que vou dizer”.

Aí, diante do berro da professora o silêncio imperou na sala e todos ficaram calados exceto um jovem de nome “Zé Linguiça”, garoto magro e neto de um dos maiores cantadores da região.

A professora mais indignada possível chegou perto de Zé Linguiça e lhe falou:

-“Zé linguiça seu magrelo
pode agora levantar
vá para frente da sala
trate de se apresentar
e explique o assunto
pois aqui eu vou ficar”.

Zé Linguiça levantou e se dirigiu a frente da sala e disse:

-“Meu nome é Zé Linguiça
e agora vou ensinar
pra vocês o que é crase
e quem quiser perguntar
pode ficar a vontade
que responder irei tentar”.

Então, começou a explicação do assunto usando septilhas:

A crase caracteriza-se
como uma simples fusão
do “a” artigo feminino
com o “a” preposição
dos pronomes demonstrativos
e também dos relativos
causando a acentuação.

Seu acento é o grave
um agudo invertido
o uso de forma errada
pode ser repercutido
gerando contradição
e causando confusão
deixando o povo sentido.

Para empregar a crase
é fácil de aprender
substitua o “a” por “ao”
se a frase, conseguir ler
você pode acentuar
sem ter medo de errar
pois com certeza vai ter.

E vos digo um exemplo
prestem muita atenção
vou usar a crase agora
e nessa situação
se você não ficar ligado
pode acentuar errado
e ir pra recuperação.

Nessas férias eu viajo
Ainda não sei o dia
De ônibus ou avião
e já reservei um guia
está tudo preparado
quando o dia for marcado
vou viajar à Bahia.

Sem ter palavras, então a professora se viu no último suspiro a dizer:

Zé Linguiça, meu aluno
hoje entrego humilhada
o giz e o apagador
e vou pegar a estrada
pois a vaga de professor
já está bem completada.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Obedecendo o Vento há 7 horas

As folhas caem, e eu quero falar sobre isso, sem me preocupar com o feiti...
a_j_cardiais Poesias 26


"Verão na Europa" há 10 horas

Hoje começou o verão Mas todos os dias, são dias de verão O verão na...
joaodasneves Poesias 5


"Maria Emília" há 11 horas

Meu amor Antes de tu nasceres Raramente eu pensava em ti Iria com o pass...
joaodasneves Acrósticos 7


"Sou" há 12 horas

Sou o livro sem palavras Sou a historia por contar Sou o céu sem estre...
joaodasneves Acrósticos 7


"Livro sem letras" há 14 horas

Meus livros já estão sem letras Meu papel sem cor Com a caneta vazia Q...
joaodasneves Poesias 8


Amor há 16 horas

Quando Jesus diz que aquele que o ama é quem guarda os seus mandamentos, o...
kuryos Acrósticos 8