Asistindo tv

05 de Outubro de 2013 monica larysse Críticas 188

Não sei por que, mais eu precisava escrever, não sei se o que vou dizer vai importar a você, mais eu preciso escrever, não vivo de forma comum porque acredito que o comum seja apenas três letras e duas vogas juntas que se transformam em uma palavra que do lugar a outra palavra como insignificância que do sentido a algo que não passa apenas de palavras formadas por letras.Na verdade eu vivo como você em frente ao espelho que reflete o que te sega e não te deixa perceber ,que te ilude embora seja totalmente dependente de você ,pois já imaginou se todos decidissem não assistir mais tv,pois eu já pensei ou melhor já ate meditei e confesso que foi assim que eu enxerguei o quanto sou especial mesmo estando em frente ao espelho que reflete além da minha imagem me transportando para um mundo no qual nos fazem reféns de nos mesmos. Então eu passei a não ver tv e sim a ver como eles fazem tv. Fico ate sem palavras diante de tantas ilusões e perdida em um labirinto onde são poucos que sabem sair dentre os muitos que se perdem diante da sua própria existência isso vale para os que também os assistem pois existe uma sintonia entre ambos ,a os que de alguma forma precisam da tv e vise versa. E extremamente difícil falar do ser que somos ,quando dizem que somos todos iguais quando na verdade a igualdade que existe esta apenas no mundo em que habitamos e a espécie que somos. sentada diante da tv sinto como se tudo fosse uma brincadeira ,onde apenas os momentos trágicos fossem fatos nos qual os usam para alimentar suas audiências pois acredito que os sentimentos em relação a isso são passageiros para quem não os vivenciam de fato. Na realidade também fazemos parte da tv só que do lado oposto onde a diferença esta apenas em um dos lados e não e dentro da tv e sim fora e que faz a grande diferença , quero dizer nos e que somos o grande espetáculo somos tão grandes que fazemos dos outros maiores do que nos e nos sentimos pequenos diante dos maiores porque nem imaginamos que somos nos que os tornamos assim celebridades diante da nossa inocência, nossa capacidade e limitada diante da tv porque ela nao nos assiste e ilimitada dentro de nos ,por que muitos de nos não acreditamos em nos mesmos, você quer um exemplo. Quando um personagem de uma novela na qual faz uma suburbana, imitando um cotidiano pobre da realidade, seus assessórios viram moda e logo todos estão a imita-la , basta usar algo diferente e de repente todos estão a usar o mesmo , mais ninguém se da conta de que esse assessório e de uma personagem pobre , de uma suburbana que esta a imitar a si própria .Será que os personagens ricos de uma novela são também imitados pelos ricos da vida que se diz real ? Em fim o mundo e uma bola gigante e infinita para quem vivi dentro dela e pequena para os que as driblam diante uns dos outros se tornando estrelas onde o brilho são apenas purpurinas jogadas por nos, pois a os que nasceram para brilhar e os que nasceram para dar brilho e se a igualdade como disse antes esta apenas na nossa espécie e no mundo em que vivemos, a diferença que nos faz uns melhores que os outros existe apenas diante do brilho que nos torna especiais seja ele qual for a sua colocação , pois ate a escuridão tem seu dia de gloria assim como a gloria tem seu dia , tem seu fim.


Leia também
Bendito Amor Eterno há 9 horas

Quando pensamos que Jesus disse que todo aquele que lhe foi dado pelo Pai, ...
kuryos Artigos 6


"Vendo" há 11 horas

Hoje vendo um corpo sem alma, e um extrovertido coração partido, uma ...
joaodasneves Acrósticos 6


"Te amo vinho tinto" há 14 horas

Tu meu querido vinho tinto, és e serás a minha inspiração, Ter o cop...
joaodasneves Poesias 7


Gradeados há 14 horas

O céu está logo ali, depois dessa janela enjaulada... Meu amor é qua...
a_j_cardiais Poesias 48


Vida Artística há 14 horas

Não quero viver ao Deus dará... Sei que aqui, em se plantando tudo dá....
a_j_cardiais Poesias 38


"Eu sou boémio" há 14 horas

Eu em criança já era rebelde e um pouco vadio. Usufruía da noite, mesm...
joaodasneves Acrósticos 4