QUEM QUER DINHEIRO?

16 de Agosto de 2011 Abreu Crônicas 1427

O dinheiro é questão crucial na sobrevivência da espécie humana. Sonhar possuí-lo deixa radiante o semblante de qualquer ser humano. E o homem por ele, tudo faz. E, por mais que os exemplos nos mostrem que tudo em demasia é sobra, estão todos em busca da maior quantidade de dinheiro possível, seja arriscando em jogos na mega sena – basta o valor acumulado chame a atenção da mídia –, ou envolvidos em assaltos mirabolantes, todos a tentar roubar o maior montante de todos os tempos. Baseado nessa lógica que em agosto de 2005, num roubo por demais espetacular levaram do Banco Central do Brasil de Fortaleza, capital do Ceará, aproximadamente 165 milhões de reais. E desde então, os bandidos envolvidos e seus familiares nunca mais tiveram sossego. Muitos foram mortos, outros tantos estão presos e os foragidos, vivem assombrados, com saudade de uma paz que todo esse dinheiro arrastou para o esgoto. Mais recentemente, em um assalto planejado em minúcias por mais de quatro meses, ladrões surrupiaram da Transnacional, empresa de transportes e valores da Vila Jaguara, zona Oeste de São Paulo, quase 20 milhões de reais. Não se passaram três meses e mais da metade do bando foi preso, e vem acontecendo o mesmo terror por que passaram os envolvidos no assalto anterior.

E não pensem que os ladrões mudaram de tática e se tornaram inteligentes, a roubarem pequenos montantes e chamarem menos a atenção. A ganância pelo dinheiro afasta toda e qualquer razão do pensamento, restando pouco para estamparam na mídia mais uma notícia do mesmo porte. E se reduzirmos esses valores para até um numeral, mesmo na casa dos milhões, esses assaltos ocorrem diariamente em todo o país, não dando qualquer trégua à polícia. E sobre a mega sena, quanto dissabores esses valores absurdos ganhos por uma única pessoa não já causaram. Renné Senna, o ganhador de quase 53 milhões de reais em 2005, pouco usufruiu desse dinheiro. Menos de dois anos depois, foi assassinado a mando da própria mulher, comprada por esse mesmo dinheiro. Ele morto e ela solta, curtindo em sua fazenda... Oito meses depois de sua morte, mais um caso envolvendo os milhões da mega: em um premio acumulado em quase 56 milhões de reais, saído para duas apostas, envolveu um patrão e seu empregado na cidade de Joaçaba (SC), os quais estão brigando na justiça pelo direito ao dinheiro. Ao invés de dividirem os quase 28 milhões de reais e viverem prazerosamente pelo resto da vida, estão envolvidos em uma disputa acirrada, onde duas testemunhas já foram mortas. E nem sabem que mal os problemas começaram.

E o paradoxo continua. Todos em busca de uma fortuna fácil, e ao adquiri-la, não sabem como administrar. E agora, com a implantação do grande premio da mega da virada, o problema se ampliou. Um dos dois bilhetes sorteados saiu para um simples jardineiro com 78 anos de idade, morador da cidade de Santa Rita de Passa Quatro, interior de São Paulo. Pai de onze filhos, trinta netos e vinte bisnetos, o pobre coitado anda triste e deprimido, sem saber o que fazer com os quase 73 milhões de reais que ganhou. De imediato, foi obrigado a abandonar a casa e sair da pequena cidade onde reside e, tanto ele como os familiares vivem amedrontados e cercados de seguranças. Para acontecer alguma tragédia, basta envolver grandes somas de dinheiro e o velho Adolfo sabe disso. E com sabedoria, disse: “A pior coisa que aconteceu em minha vida foi ter recebido tanto dinheiro.” E isso é o que sabemos sobre pessoas que de um momento para outro recebem grande soma de dinheiro. Poucos estão preparados para mudança tão drástica. Por este motivo, aproveitem a saúde que ainda vos resta, curtam com intensidade os prazeres propiciados com essa migalha que sobra mal inicia o mês, coloquem os sonhos sonhados em condição palpável e sintam-se felizes em não ter esse problemão que muito dinheiro acarreta.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
LUTA ARMADA há 15 horas

LUTA ARMADA Aqueles tidos como imprescindíveis Pelo afã de lutar toda...
ricardoc Sonetos 5


Paz Celestial há 1 dia

Paz na alma é muito mais Do que paz de mente... pois passa desta par...
kuryos Artigos 12


Poema Rosa Para um Dia de Sol há 2 dias

A Rosa Emília A Rosa que an...
a_j_cardiais Poesias 61


Poema Suado há 2 dias

Estou num deserto de inspiração... Nada passa por aqui... Nem ladrão. ...
a_j_cardiais Poesias 50


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 3 há 2 dias

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 20


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 2 há 2 dias

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 15