Te Amo Gata Parte II (Garota Marrenta)

29 de Junho de 2014 EMILIO SANCHEZ Crônicas 580

Te amo gata

 Embora todas as previdencias

Nossas audiencias

Nossas divergencias

Entendemos todos os nossos lábios

Nossa cabeça,que ao longe se vai um sentimento embriagado

Que não chega a estar exaltado

 Que chegar a ser alimentado

 Por nossos queridos desejos

 Que nos comovem

Olho para o céu

E vejo as estrelas flutuando

 Gata birrenta

 Dizendo eu sei

Aquela má vontade que não dá raiva

 Mostra que o amor também não é perfeito

 E quando no meio do nada diz

Eu quero você só pra mim

 Delírios que só uma gata que amo tanto

Poderia me dar ao luxo de tê-la

 Como presença da minha vida

Em um universo particular

No qual só existe duas coisas

Essa gata a qual convivo

E a desestruturação que me apronta quando sua marra começa.

Te amo gata!


Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
PLEONÁSTICO n°2 há 17 horas

PLEONÁSTICO n°2 Encarasse de frente, não soslaio... Talvez, olhos no...
ricardoc Sonetos 4


ANTIFACISTA há 19 horas

ANTIFACISTA De irrestível apelo aquela união De fortes se fazendo 'in...
ricardoc Sonetos 5


A rua me aceita como sou há 21 horas

A rua me aceita como sou (Livro Poesias Reflexivas- Antonio Ferreira) N...
pfantonio Poesias 56


Não seja superficial há 22 horas

Não seja superficial (Antonio Ferreira-Livro Poesias Reflexivas) Olhe ...
pfantonio Poesias 71


"Dia do amor" há 1 dia

Amanhã é o dia reservado ao Amor, E a fragrância das flores confunde-s...
joaodasneves Poesias 13


"Estou triste" há 1 dia

A noite se instala em mim. Lá fora, apenas o silêncio da noite e o teu o...
joaodasneves Poesias 14