Família, família

03 de Fevereiro de 2012 wagner silveira Crônicas 1001

Adoro reuniões em família.Adoro as festas de aniversário, natal, dia das mães, pais, páscoa, todas.
Churrasco, correria das crianças, cerveja quente, chão escorregadio.
Cd do Zeca Pagodinho até furar, fofocas, novo(a) namorado(a) dos primos, primas, vó(porque não?)
Cachorro latindo, mais cerveja quente chegando, papo sobre filmes, futebol, música, política, mulher (ops), vizinho fila bóia chegando, vizinha gostosa na calçada.
Falar mal do chefe, do time, do Lula, da mulher, do marido, do amante, do tempo, do carro, dos filhos.
Falar bem do rango, do time, da mulher, do Lula, menos do chefe.Aí é dose.
Ah, mas o melhor, o clímax, são as brigas.
Não só as das crianças, que não tem graça nenhuma.Primo socando primo, irmão socando irmã é normalíssimo.
Refiro-me às brigas dos marmanjos, com os clássicos embates “marido x mulher”, “primo 35 x primo 26”, “tia x mãe”, “prima x namorado”, “tio x vizinho”, etc.Soberbo.
O álcool sobe, o bicho pega, o pau come, a casa cai, a sujeira fica.
Chega em casa, toma um café, uma aspirina, um banho, comenta com a esposa, ela diz que foi “o mico do ano”, balança a cabeça, dá tchau pros filhos, olha na folhinha grudada na geladeira e diz:
_Benhê, a próxima festinha é o aniv... da tia Rosa.
_Oba – diz ela – Mais uma festinha!
Pan!


Leia também
Lembra? há 2 dias

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 21


Principio há 2 dias

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 13


Viandar há 2 dias

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 11


Fluxo do tempo. há 2 dias

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 14


Sou há 2 dias

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 12


Ame...! há 2 dias

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 11