Assim segue

23 de Fevereiro de 2012 Victor Almeida Crônicas 721

Mesmo sendo algo de extrema intimidade e preservação em tempos remotos, o sexo, renegado pelo conservadorismo, foi inevitavelmente banalizado. Antes, os beijos eram só às escondidas, fugindo dos olhares ostensivos dos pais. Não faz tanto tempo. Nem um século. O certo mesmo, diria um antigo, é só depois do casamento. “Que pouca vergonha! Filha minha é moça séria”.
Não só o sexo, cujo beijo renegado transformou-se em vídeos pornográficos na internet, mas os paradigmas tendem a se quebrar com o tempo. Assim segue a dialética comportamental. Os valores são outros. Os interesses, no entanto, são basicamente os mesmos.


Leia também
A Linha da Vida há menos de 1 hora

O futuro é daqui a pouco, mas talvez não possamos vê-lo. A vida é com...
a_j_cardiais Poesias 23


Obedecendo o Vento há 14 horas

As folhas caem, e eu quero falar sobre isso, sem me preocupar com o feiti...
a_j_cardiais Poesias 36


"Verão na Europa" há 17 horas

Hoje começou o verão Mas todos os dias, são dias de verão O verão na...
joaodasneves Poesias 7


"Maria Emília" há 18 horas

Meu amor Antes de tu nasceres Raramente eu pensava em ti Iria com o pass...
joaodasneves Acrósticos 8


"Sou" há 19 horas

Sou o livro sem palavras Sou a historia por contar Sou o céu sem estre...
joaodasneves Acrósticos 8


"Livro sem letras" há 21 horas

Meus livros já estão sem letras Meu papel sem cor Com a caneta vazia Q...
joaodasneves Poesias 9