Esse texto me diz tanto que nem sei como não tem s

23 de Fevereiro de 2012 Lorena Trevisanuto Crônicas 877

Sempre a mesma coisa, a mesma situação, as mesmas pessoas. Nem os motivos mudam. O que muda é o tempo e, com ele, minhas vontades. A vontade gritante que eu tinha de correr atrás de você quando brigávamos era exorbitante. Você me olhava e levava embora toda a raiva e mágoa com teus olhos, cuja íris até pareciam cobre líquida, viva. E eu era a forja que os mantinham quentes.
A cada briga, uma nova decepção, dois corações machucados, quatro olhos menos líquidos e a fornalha cessando o fogo, antes voraz.
A luz, no início cegante e vívida, me impedira de ver tuas sombras, teus machucados de batalhas, teus defeitos.
Meu fogo fez queimar teu pedestal.
Hoje, depois de inúmeras discussões, palavras desnecessárias e aos previsíveis, o fogo se extingue e teus olhos já são sólidos, quase cálidos. E por que não cadavéricos?
Se se importa ou não, já não é o suficiente para reacender as chamas e nem aquecer teus olhos. Quanto menos os meus. Justamente porque, hoje vejo o que é de verdade e nada de bom posso ver, até porque nunca admirei egocentrismo algum.


Leia também
ETERNAL (rondó) há 7 horas

ETERNAL (rondó) Não o poeta, sim a poesia Em cada verso haveria- De ...
ricardoc Poesias 5


Sintomático há 12 horas

Divagando pela favela, penso nela olhando a aquarela do sol se pondo. ...
a_j_cardiais Sonetos 37


"Minha humilde casinha" há 2 dias

Tenho na minha casa Quatro cadeiras e um colchão Uma mesa, e roupas pelo...
joaodasneves Poesias 18


Se Poema For Oração há 3 dias

Senhor, este poeta perdido vem Vos fazer um pedido: dai-me Vossa paz. ...
a_j_cardiais Poesias 78


"Bailei com a solidão" há 3 dias

"Bailei com a solidão" A beira do mar espero a Solidão E escuto ja o ...
joaodasneves Acrósticos 16


Perseverar Até o Fim – Parte 1 há 3 dias

Por Charles H. Spurgeon (1834-1892) Traduzido, Adaptado e Editado por Si...
kuryos Artigos 31