No trabalho, quando estamos ao telefone (ou no telefone, se você estiver realmente grudado nele) tentamos passar a imagem de que estamos compenetrados, resolvendo algo de extrema premência. E sempre tem alguém, de alguma forma, prestando atenção. Tenho reparado nisso. Não estou querendo dizer que sempre estamos querendo passar migué ou qualquer outro tipo de engodo ao apresentarmos ou interpretarmos seriedade e comprometimento. O telefone do trabalho só deve ser usado para fins de trabalho. Concordo. Tento usar o aparelho só para o networking corporativo. Quando não, tento fazer telefonemas rápidos e, obviamente, fazendo cara de sério, preocupado com a planilha, com os prazos...