Sobre falar...

11 de Julho de 2011 Diogo Carmona Crônicas 686

Falamos o que pensamos, mas não pensamos no que dizemos.
Seja em profundos debates de reflexão ou até mesmo em conversas informais que não nos levam a nada. Tudo aquilo que dizemos vagam sem saber na imensidão dos nossos pensamentos, por isso muitas vezes lembramo-nos de algo que dissemos há tempos e inacreditavelmente esquecemo-nos do que foi dito a poucos segundos.
As palavras flutuam em nossas mentes esperando serem ditas e a cada milésimo de segundo que falamos, escolhemos cada uma delas formando diálogos espetaculares. Já parou para pensar no modo como “escolhemos” as palavras? Impressionante como tão rápido podemos pensar em cada uma das letras e agrupá-las seqüencialmente surgindo palavras e juntando cada uma delas formar versos e frases e transformá-las em parágrafos e textos e até mesmo livros, porque não? Livros falados todos os dias por nos mesmos, cada dia um novo capítulo. Muitos deles prazerosos, entusiasmantes, cômicos, irrelevantes, outros quais gostaríamos, mas não podemos apagar das nossas páginas da vida.
Estamos sempre interagindo com as palavras, ouvimos, vemos, sentimos, está em todo lugar... Não se pode evitar.
E o que é escrever se não montar um jogo de palavras? Escrever é tão inexplicável quando dizer, escrever é dizer sem voz, é gritar euforicamente por dentro. Inexplicavelmente essas palavras postas uma após a outra saem por impulso, como se possuíssem vida própria, saem muitas vezes porque querem e não temos o menor controle sobre elas. Um exemplo? Eu mesmo. Estou escrevendo sem saber de onde surgem tantas palavras...
Não é questão de dizer isso ou aquilo, mas sim de sentir o que está dizendo, por isso escrevo, para poder sentir, tudo o que uma palavra diz.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Lembra? há 2 dias

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 13


Principio há 2 dias

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 10


Viandar há 2 dias

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 10


Fluxo do tempo. há 2 dias

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 11


Sou há 2 dias

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 10


Ame...! há 2 dias

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 8