Há meses atrás podia jurar que isso nunca aconteceria, eis que veio você, puxou a minha mão e me guiou pra essa nossa dança. Me roubou do meu par e dançamos como se nada importasse. E nada importa quando sei que é em teu peito que vou descansar e afogar tudo que há em mim. Não há verdades absolutas nesse mundo, mas para mim, você é minha verdade, meu tudo. Tu faz tudo parecer fácil, quando eu achava que tudo era difícil. Tu és a calmaria após a maior tempestade da minha vida, tu és meu motivo.
Basta olhar pros teus (tão meus) olhos e saber que tudo vale a pena, pra saber que não há distancia que não pode ser quebrada e não há a maior cidade do pais que possa se meter entre nós. Por você eu acredito no amor.