Queria poder enxergar muito além do que se vê, poder ver cada detalhe do bater das asas de um beija-flor enquanto plana sobre uma flor, ver e guardar os diferentes nascer do sol e o por do mesmo também, queria poder guardar a visão dos teus olhos, brilhando como um forno a lenha enquanto olha nos meus olhos, queria eu ter uma câmera no lugar dos olhos. Queria poder gravar tudo e rever na hora que quisesse.
Queria poder entender muito além do que se diz, queria poder explicar tudo que meu peito gostaria de falar, quem dera eu soubesse explicar a vida, quem dera eu, um homem, pudesse explicar o que é o Amor. Tão pouco sei sobre esse ideal que criamos, tão pouco sei da vida. Sou apenas um seguidor deste ideal maior que é o Amor. Sou apenas uma criança ainda, descalça após festa de grego.
Queria poder traduzir todos os sentimentos, queria poder curar todas as mágoas do mundo.
Enquanto nada posso, brinco de escritor, tentando decifrar a mim mesmo.
Queria eu poder decifrar a mim mesmo.