Memórias

06 de Setembro de 2013 Elias Lima Crônicas 715

Um dia eu não irei mais lembrar
De tudo que perdi
De tudo que senti
De tudo que vivi.

A vida me convidou e eu vim
Acreditando que tudo seria uma doce fantasia
E na desilusão, me perdi.

Agora já não sei em que mundo eu existo
Não sei onde estou
Só sei que estou sangrando por dentro
E me vejo nessa floresta cheia de monstros
Eu estou perdido.

Me vejo condenado a viver neste lugar
Eu não queria estar, eu não quero estar
Eu só quero voltar para o paraíso de onde vim
Do ventre de minha mãe
Onde tudo era quente e bom
Onde eu me sentia completo
Onde eu não sentia frio
Onde eu respirava livremente
Onde enfim, eu me sentia completamente vivo...

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Bendito Amor Eterno há 19 horas

Quando pensamos que Jesus disse que todo aquele que lhe foi dado pelo Pai, ...
kuryos Artigos 11


"Vendo" há 21 horas

Hoje vendo um corpo sem alma, e um extrovertido coração partido, uma ...
joaodasneves Acrósticos 7


"Te amo vinho tinto" há 23 horas

Tu meu querido vinho tinto, és e serás a minha inspiração, Ter o cop...
joaodasneves Poesias 9


Gradeados há 23 horas

O céu está logo ali, depois dessa janela enjaulada... Meu amor é qua...
a_j_cardiais Poesias 50


Vida Artística há 23 horas

Não quero viver ao Deus dará... Sei que aqui, em se plantando tudo dá....
a_j_cardiais Poesias 41


"Eu sou boémio" há 23 horas

Eu em criança já era rebelde e um pouco vadio. Usufruía da noite, mesm...
joaodasneves Acrósticos 5