Ela veio mesmo não sendo desejada por um pai a quem teria o dever de amar e proteger, foi insistente e seguiu enfrentando a rejeição e o desprezo sem explicação do mundo calada.Menosprezada, humilhada e a maior parte das vezes agredida continuo sonhando com uma coisa grandiosa chamada a magia de sentir e fazer Arte, pois era aonde ela via uma saída dessa loucura e era aonde ela se sentia segura e especial, crescendo ela ouviu muitas coisas que a fariam desistir de todos os seus sonhos mais ela acreditava muito e sabia que tinha algo para ela.Ela cresceu e por mais que tentasse seus sonhos e planos foram aniquilados, o mundo foi mais forte e hoje ela chora por deixar de sonhar.As vezes a luta nos faz melhores e grandiosos e outras vezes somos vencidos sem a menor chance de revanche.Somos levados por uma maré da qual não temos controle algum e então vem a seguinte pergunta: o que fazer?Apreenda a nadar e ache o melhor jeito de chegar a praia.Ter um sonho já um grande passo para ser feliz.Autora: Suziany A. Faria