Merida & Gastão - I "A decepção de Gastão"

07 de Dezembro de 2013 Mark Diaz Crônicas 713

Merida havia partido, deixando para traz seu colar, deixou de proposito ou só esqueceu? Para Gastão não importava, ele já havia fantasiado que vivia o fim de um lindo romance desses tipos "best sellers" e aquele colar era o "Adeus" que Merida não havia dito.
Pobre gastão, o fim do seu "amor" na verdade nem lindo de se vê era, tão pouco aqueles de se encher os olhos de lagrimas, mas sim aqueles dignos de pena. Na manhã seguinte o colar havia sumido e gastão estava sozinho, jogado na calçada com cachorros a lamber sua boca.
Ah Gastão, quem dera ter ouvido a voz da razão, e dado de presente uma banana ao invés do coração. Agora, o que lhe resta? sorrir, sorrir e sorrir até essa felicidade se tornar verdade.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
UM GATO NO ESPELHO há 6 horas

Um gato, parado diante do espelho do quarto de sua dona, discutia com...
madalao Infantil 14


Tudo junto e misturado há 13 horas

Tudo junto. Misturado. Animado. Apaixonado. Completamente dado e entreg...
anjoeros Poesias 14


Quando senti vontade de amar... há 13 horas

Prefiro ser acusado de amar demais do que ser reconhecido por ser aquele q...
anjoeros Poesias 10


Meu café há 1 dia

UM CAFÉ SEMPRE CAI BEM...ANTES DO ALMOÇO,DEPOIS DELE... TE FAÇO UM CA...
anjoeros Poesias 15


Ao pé do ouvido há 1 dia

Vem cá, menina... Deixa eu te falar, bem lá dentro do teu ouvido, tudo ...
anjoeros Poesias 16


Poesia viva há 1 dia

AMO VOCÊ,MINHA POESIA VIVA... TRAZES NO CORPO AS ESCRITAS DA VIDA OS MOM...
anjoeros Poesias 12