Vida social

31 de Julho de 2011 Wadson Crônicas 977

A vida social tem seu prazer, mas com frequência causam sofrimentos. Sofrimentos estes, causados por atitudes egoístas, de ciúmes ou até mesmo de inveja fazem parte do cotidiano infeliz de uma pessoa que tenta ser livre e não consegue. São fotos constrangedoras, apelidos maldosos e difamação por injúria. É impossível evitá-las, pois o ser humano é complexo nas suas relações. Pessoas impulsivas, rebeldes, agressivas, tornam-se escravos dos seus próprios pensamentos. Tendo em mãos grande facilidade no acesso a redes sociais, pioram de forma gigantesca a situação. Estando na rede, jamais poderá arrepender-se. Por frações de segundos este tal conteúdo pode ser copiado e milhões de pessoas já terem acessado. As frustrações, sentimentos de culpa, alimentam suas ansiedades e estresses. Por trás de uma pessoa autoritária e agressiva se esconde uma pessoa infeliz. Devemos compreendê-la e perdoá-la. Ou ajudá-la a se relacionar com o próximo, isso é bom e causa sensações agradáveis de viver.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Para quem é a Mudança da Lei de Moisés há menos de 1 hora

O apóstolo Paulo afirma que o crente não está sob a lei e sim sob a gr...
kuryos Mensagens 5


Cultivando Observações - 1 há 2 horas

Eu vivia arrastando silêncios, pelas plataformas da vida. Agora dispenso...
a_j_cardiais Poesias 17


"É tarde demais" há 4 horas

Não há mais tempo Não adianta agora chorar É tarde demais. É tarde ...
joaodasneves Poesias 8


"Amada Amante"... há 4 horas

A primavera chegou, sai como sempre o dia estava bonito, o sol brilha...
joaodasneves Prosa Poética 4


"Eu queria" há 4 horas

Eu queria tanto beijar a tua boca e abraçar-te intensamente. Eu queria t...
joaodasneves Pensamentos 3


"Sabor dos teus beijos" há 4 horas

Parece que foi ontem vi-te passar naquela estrada Cruzei contigo um simpl...
joaodasneves Poesias 5