Não morda a maçã…

17 de Janeiro de 2014 Qzia Carv Crônicas 752

Steven Paul Jobs (São Francisco, Califórnia, 24 de fevereiro de 1955 — Palo Alto, Califórnia ) foi um inventor, empresário e magnata americano no setor da informática. Notabilizou-se como co-fundador, presidente e diretor executivo da Apple Inc. Foi também diretor executivo da empresa de animação por computação gráfica Pixar e acionista individual máximo da The Walt Disney Company.

Homem notável, sem dúvida! Realmente admirável  e que sempre trabalhou muito em idéias criativas e obteve sucesso de vendas com elas:Jobs fundou a Apple Computer em 1976 e iniciou em conjunto a criação de um projeto que iria revolucionar tudo em matéria de hardware e software :uma interface gráfica baseada por navegação de ícones, pastas e janela, tudo isso acionado por um mouse - naqueles tempos os computadores só usavam o teclado. Em 1985 Jobs foi forçado a deixar a Apple… tempos depois, ele retorna e a Apple, sob a orientação de Jobs, aumentou suas vendas significativamente depois de inovações implantadas por ele e sua equipe. Uma de suas inovações foi ramificar a Apple para além de seu mercado restrito da informática, passando a atuar na área de eletrônica, telecomunicações (iPhone, iPod,iTunes)e músicas digitais (AAC e MP3). Em junho de 2010, a Apple lançou o iPhone 4… e por aí caminhavam seus empreendimentos…fico imaginando se ele não tivesse partido…o mundo veria mais de tamanha criatividade e competência! E o melhor de tudo é que ele continuou atuante e produtivo, apesar de saber e lutar contra a doença.Uma lição: ” Enquanto há vida, há esperança!”Mas lendo sobre a trajetória de sua vida, surge a pergunta que não quer calar: e daí?Pra quem ficou tudo isto?Ele não levou nada disso com ele…e afinal o que ele levou, o que ele deixou além de heranças palpáveis?Penso na solidão de seus dias, lutando contra sua doença e enfrentando a impotência de resolvê-la, apesar de tanto dinheiro e poder…Em que ele pensava olhando seu império e ciente da doença? Imagino que esse cenário possa ter levado este homem a pensar:”Tenho tudo, mas não posso comprar minha cura… de que me valeu tudo isso?” Bom será saber que, em toda sua bagagem criativa, havia também um coração predisposto a fazer o bem, a amar, a semear boas sementes…estas que o dinheiro não compra e que realmente frutificam até a eternidade…Sucesso, dinheiro e reconhecimento é o sonho de consumo de qualquer ser humano.Claro!A questão não é essa!A questão aqui é:onde está o meu tesouro (porque é lá que está o meu coração)?O que valorizo mais: Coisas ou pessoas?Acumulo bens, mas também cultivo amor, amigos,paz, ajuda, caridade…cumprindo a máxima:Coisas são para ser usadas.Pessoas, para serem amadas!Isso, sim, vale a pena!A eternidade nos espera!A qualquer um de nós:pobres ou ricos.E o que temos semeado?!Temos acumulado bens que garantem nosso bom lugar no mundo paralelo?Ou fazemos vista grossa como se o nosso dia não fosse chegar?!Reflito agora para mim mesma… um olhar para dentro de mim… um olhar crítico…me assusto com o que vejo…porque o que vejo ainda é pouco!

Data original da publicação: 08quarta-feiraago 2012

Publicado por Qzia Carvalho em //blogdaqzia.wordpress.com/2012/08/page/2/

Deixe um comentário

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
A Origem e a Razão de Ser de Tudo há 1 hora

Deus não criou todas as coisas para depois intentar formar uma Igreja. Ao...
kuryos Artigos 6


ETERNAL (rondó) há 14 horas

ETERNAL (rondó) Não o poeta, sim a poesia Em cada verso haveria- De ...
ricardoc Poesias 6


Sintomático há 19 horas

Divagando pela favela, penso nela olhando a aquarela do sol se pondo. ...
a_j_cardiais Sonetos 38


"Minha humilde casinha" há 3 dias

Tenho na minha casa Quatro cadeiras e um colchão Uma mesa, e roupas pelo...
joaodasneves Poesias 20


Se Poema For Oração há 3 dias

Senhor, este poeta perdido vem Vos fazer um pedido: dai-me Vossa paz. ...
a_j_cardiais Poesias 81


"Bailei com a solidão" há 3 dias

"Bailei com a solidão" A beira do mar espero a Solidão E escuto ja o ...
joaodasneves Acrósticos 17