Trajetória de uma vida "1ª Parte"

27 de Fevereiro de 2014 Emedelu Crônicas 594

Lembro-me daquela pequena e grande mulher com imenso orgulho porque tive a oportunidade de acompanhar os momentos mais difíceis da sua vida. 

Ela quando nasceu era uma menina linda de cabelos e olhos pretos e pele branquinha que ressaltava seus olhos grandes e cheios de expressão e beleza. Era uma menina linda! Muito linda.

Ao completar cinco meses de vida, de repente adoeceu e ninguém sabia determinar que tipo de doença se apoderou do seu corpinho frágil de cinco meses.

Não se alimentava mais e assim foi definhando e definhando até que um dia as primeiras providências para o seu funeral foi providenciado. A casa cheia de gente para visitar aquele pequeno ser que mal respirava e a sua imagem parecia com a de um anjinho já com as feições próprias de uma criancinha quase morta!

Lembro-me daquele dia, muito triste, até o sol que sempre era escaldante naquele dia não apareceu! Era um dia muito triste que ficou para sempre gravado nas minhas lembranças.

Todos que estavam ali aguardavam somente o seu ultimo sopro de vida! O padre da cidade também veio como era de costume naquela cidade, visitar as pessoas enfermas em seus últimos momentos de vida. Pra todos os efeitos era o fim de uma vidinha de cinco meses que de um dia pro outro começou a definhar sem uma explicação cabível! Nem mesmo os médicos puderam diagnosticar o mal que se apoderou daquele corpinho!

O dia passou, veio a noite, depois o dia seguinte e depois mais um dia e de repente aquele anjinho deu um suspiro e começou a chorar! Depois de três dias totalmente inerte esperávamos somente o seu ultimo sopro de vida e concluímos que realmente ninguém parte se não é chegada a hora.

Depois daquele choro veio para os braços da mãe que tratou de alimenta-la. E as pessoas que ali estavam não acreditariam se não estivessem vendo o que estava acontecendo.

Resumindo a primeira parte desta história, aquela criancinha chorou, se alimentou, recebeu todos os cuidados dali pra frente e não faleceu!

Autor: Maria de Lourdes (Emedelu)

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Lembra? há 1 dia

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 10


Principio há 1 dia

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 9


Viandar há 1 dia

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 9


Fluxo do tempo. há 1 dia

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 10


Sou há 1 dia

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 10


Ame...! há 1 dia

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 8