Foi o semestre mais intenso que eu já vivi. Cada minuto que eu deixava passar, sabia que meus adversários estavam me deixando pra trás, estavam se dedicando e me atropelando. Apesar de desejar não perder nem um minuto se quer, perdi vários. Brincadeiras, bebedeiras, enfim, diversão. Alguns podem até julgar que fosse desnecessário os segundos, minutos ou horas perdidas, mas não. Sem elas eu não teria fôlego para continuar. Mas também, quantas tardes passei batalhando? Não sei, não consigo nem contar em números precisos. Pausa para tomar o chá da tarde e pensar nas ideias. Mas sabe de uma coisa? O que realmente importa? É que o objetivo foi conquistado! É uma das, se não a, melhores sensações que se pode ter, a de missão cumprida. Experimentem! Passar no vestibular faz um bem que você não faz ideia.