A vida brota em flor. Num grande e constante aprendizado, as experiências vão surgindo, tornando-se evidentes. O fruto de ideias amadurece com essas experiências. Está pronto para colheita. Saborosas e maduras, as ideias continuam sua trajetória ao longo das quatro estações. Dentre solstícios e equinócios, chega o inverno. Os bons ventos continuam guiando as boas ideias. Mas quando elas parecem esfriar, são envolvidas pela criatividade, pra esquentar. O frio provoca arrepios, nos deixa preguiçosos. Mas a força da ideia é maior que a dos temporais que assolam essa época – é ela que resiste, firme e forte. Teve um ciclo inteiro para ser assim. Brotou em flor, em forma de vida, se transformou em fruto promissor. E da polpa desse fruto deriva o sucesso e as soluções criativas, no trabalho e na vida. Porque é a ideia que move a vida. Ideia é vida.