PURIFICAÇÃO

14 de Agosto de 2011 Abreu Crônicas 974

Este final de semana senti muito a falta de vocês. Convidado pelo prefeito de Santo Amaro, o amigo Ricardo Machado, fui participar dos festejos da Festa da Purificação, a qual se iniciou em 26 de janeiro, a se encerrar em 02 de fevereiro, dia de Iemanjá, e este ano homenageando a sambista Edith do Prato, que faleceu ano passado. E, nem deu para utilizar o computador e internet; simplesmente os dias foram cheios, as novidades se apresentando a cada instante.

Terra de Dona Canô, Caetano Veloso, Maria Bethânia, Jorge Portugal e muitos outros ilustres presentes, Santo Amaro está incrustada no Recôncavo Baiano, a acomodar seus poucos mais de 60 mil habitantes. O Subaé, rio que corta a cidade, está em tratamento contínuo por uma equipe de ambientalistas, como me mostrou o jovem prefeito em uma inspeção por toda a cidade na tarde do sábado, a reduzir a poluição imposta pelo homem.

Distando pouco mais de 70 quilômetros de Salvador, saímos na noite da sexta, em prenúncio da primeira lua cheia do ano, bem a tempo de assistir as quatro atrações do palco principal. Apesar de a prefeitura ter instalado um amplo camarote para amigos e convidados, fomos assistir a atração principal no próprio palco junto ao prefeito e comitiva, quando se apresentou o aplaudidíssimo Jau. Esse cantor é a sensação da Bahia neste verão. Vocês podem não estar assimilando, mas devem se lembrar do Afrodisíaco, do qual fazia parte em um passado recente, formando dupla com Pierre Onassis, o qual ficou conhecido no cenário nacional através de hits como “Café com pão” e “Já é”.

Reunindo média de 50 mil pessoas por dia, abriu os festejos da purificação a consagrada Banda Chiclete com Banana, do vocalista Bell Marques. No sábado a noite, assistimos a gravação do dvd da cantora Carla Cristina, ex As Meninas. E no mesmo dia seis trios elétricos percorreram as ruas da cidade, culminando com o último show da Banda Pagodart, no palco principal, fazendo com que dormíssemos pouco mais de duas horas, até a esperada lavagem.

No calor escaldante do domingo, 31, participamos da tradicional lavagem da escadaria da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Purificação. O cortejo, que entre centenas de pessoas reuniu cerca de 400 baianas e algumas bandas de fanfarras, saiu da porta da matriarca dos Veloso, Dona Canô, que pela primeira vez não participou do desfile, devido a um problema de saúde.

Após as homenagens religiosas o espaço foi aberto para que todos pudessem curtir a parte profana e a cidade foi tomada por onze trios elétricos, blocos, fanfarras, tornando-se uma grande festa de largo, onde a atração principal foi a Timbalada de Carlinhos Brown.

Enfim, consegui chegar em casa, vivo - por mais que um pouco alquebrado - e feliz dessa maratona aprazível que tive imenso prazer em participar, a agradecer a hospitalidade de Ricardo, da primeira dama Alessandra, sua doce amiga Carol e do assessor do prefeito, o simpaticíssimo Duda.

Axé!

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
PLEONÁSTICO n°2 há 17 horas

PLEONÁSTICO n°2 Encarasse de frente, não soslaio... Talvez, olhos no...
ricardoc Sonetos 4


ANTIFACISTA há 19 horas

ANTIFACISTA De irrestível apelo aquela união De fortes se fazendo 'in...
ricardoc Sonetos 5


A rua me aceita como sou há 22 horas

A rua me aceita como sou (Livro Poesias Reflexivas- Antonio Ferreira) N...
pfantonio Poesias 56


Não seja superficial há 22 horas

Não seja superficial (Antonio Ferreira-Livro Poesias Reflexivas) Olhe ...
pfantonio Poesias 71


"Dia do amor" há 1 dia

Amanhã é o dia reservado ao Amor, E a fragrância das flores confunde-s...
joaodasneves Poesias 13


"Estou triste" há 1 dia

A noite se instala em mim. Lá fora, apenas o silêncio da noite e o teu o...
joaodasneves Poesias 14