OS MÉTODOS DE TRABALHO DOS INIMIGOS DA OBRA DE DEUS


Deus queria fazer uma grande obra na terra, porém os religiosos que eram os principais sacerdotes da época, habituados a trabalharem de uma determinada maneira, não concordaram com o novo trabalhar e envio, e por isso ajuntaram-se para eliminar, tirar de cena o Cristo, e para isso usaram armas que ainda hoje são estratégias de Satanás para eliminar os que vivem o chamado e o envio do Altíssimo:

Acusação e difamação por aqueles que se julgam os donos da obra:
"Mt. 27:12 - E, sendo acusado pelos príncipes dos sacerdotes e pelos anciãos, nada respondeu.

A primeira arma que os malignos usam é a acusação falsa e difamação, para macular um servo de Deus, para manchar a imagem do enviado, afim de que ele se torne rejeitado pelo povo, e como um espetáculo possa ser exposto e tornar-se um motivo de escândalo para muitos.

Movidos pela inveja erguem-se contra o Ungido:
Mt 27:18 - Porque sabia que por inveja o haviam entregado.


Até então aqueles religiosos fariseus não tinham conseguido nada, porém como Jesus em tão pouco tempo se moveu e realizou tantas coisas, atraindo o povo, a inveja dominou-os, pois eram paralisados em sua religião fria e iníqua, sepulcros caiados, que só ostentavam nome mas nada possuíam de Deus senão o conhecimento racional.

Influenciam negativamente e manipulam os fracos para concretizarem seus planos carnais e malignos:
Mt. 27:20 - Mas os príncipes dos sacerdotes e os anciãos persuadiram à multidão que pedisse Barrabás e matasse Jesus.

Usando de falsas palavras, artimanhas vis, os fariseus manipulam pessoas em suas emoções doentias para cumprirem seus projetos vis, e o povo incendiado pela peçonha destes malignos acabam voltando-se contra o enviado de Deus e os mesmos que o glorificavam agoram desejam sua morte.

Querem tirar a cobertura de Jesus:

Mt. 27:27 - E logo os soldados do presidente, conduzindo Jesus à audiência, reuniram junto dele toda a coorte.
28 - E, despindo-o, o cobriram com uma capa de escarlate;

Queriam expor Jesus, humilhá-lo e tirá-lo de baixo da proteção que o cobria, pois queriam destruí-lo.

Queriam aprisionar a mente do Ungido pela dor:

Mt. 27:29 - E, tecendo uma coroa de espinhos, puseram-lha na cabeça, e em sua mão direita uma cana; e, ajoelhando diante dele, o escarneciam, dizendo: Salve, Rei dos judeus.

Os pensamentos amplos e os projetos de vida, libertação e santificação da humanidade precisavam ser sufocados, e nada pior que a dor dos espinhos , apertando a mente para tentarem sufocar tanto intento bom e projeto de vida. Como o inimigo não consegue corromper os bons planos, não consegue desviar do propósito o Ungido, então ele quer trazer dor , desgaste e desgosto tamanho a mente para poluir as boas intenções e desejos de Deus para o povo, assim a dor dos espinhos como uma névoa atordoaria a mente eficiente, da mesma forma a cana nas mãos, ocuparia o lugar do desejo de conquista e alcance das coisas para o Pai.

Usam do desprezo e investidas contra a mente:

Mt. 27:30 - E, cuspindo nele, tiraram-lhe a cana, e batiam-lhe com ela na cabeça.

O desprezo é uma arma do inimigo que visa gerar um sentimento de desistência, afim de que a pessoa perceba que não vale a pena, lutar por um povo tão maligno, e ainda batiam na cabeça para gerar o atordoamento que levaria qualquer homem de Deus a precipitação e abandono do chamado.
Não ceda diante da rejeição e desprezo dos malignos que querem te levar a abandonar o seu chamado, não aceite os golpes que eles dão contra a sua mente, a fim de te atormentar e desfocar, creia e permaneça obediente até a morte. Deus te honrará.

Escarnecem, expõe e conduzem para crucificação:

Mt. 27:31 - E, depois de o haverem escarnecido, tiraram-lhe a capa, vestiram-lhe as suas vestes e o levaram para ser crucificado.

Após humilhares, escarnecerem, exporem publicamente então a pessoa caída, abatida enfraquecida, cansada sem forças para lutar, assim conduzem a mesma para crucificação e morte.

Não obstante a todos os atos malignos, querem ainda antes de ver o Ungido morrer, amargurá-lo uma vez mais:

Mt. 27:34 - Deram-lhe a beber vinagre misturado com fel; mas ele, provando-o, não quis beber.

O inimigo nunca se satisfaz, ele é demoníaco nunca acha suficiente a dor e dilaceramento do Enviado, Ele sempre quer amargurá-lo um pouco mais ainda, ele quer dar o fel, pois as marcas externas que ele causou não são suficientes para mudar a essência do Ungido, então o Inimigo, tenta mais uma vez atingir o interior que continua preservado por Deus, mas ele oferece fel, fel para cer se consegue influenciar negativamente e interiormente o homem de Deus, se o teu inimigo te expos, te manchou, te acusou, difamou e porque você é de Deus e vivem com Deus, conseguiu manter seu coração limpo, livre de todo ódio, rancor, amargor do inimigo então não aceite o fel, que ele quer introduzir em você, não aceite a investida demoníaca, não aceite mais esta última tentativa de macular sua vida espiritual que visa fazer você desacreditar de Deus, não beba o fel do adversário, pois eles mesmos vão se envenenar com o absinto de suas almas infiéis, amargas e vazias.

Não responda ás ofensas:
Mt. 27:39 - E os que passavam blasfemavam dele, meneando as cabeças,
40 - E dizendo: Tu, que destróis o templo, e em três dias o reedificas, salva-te a ti mesmo. Se és Filho de Deus, desce da cruz.

O inimigo quer te fazer acreditar que você não tem motivos reais para manter-se fiel, ele quer te anular e te fazer vacilar na fé em Deus, não entre no jogo do inimigo, não aceite o golpe a acusação do que te fere, acusa e desafia, mantenha-se firme, ainda que sejas “ovelha muda” pois no final desta história quem falará por ti é Deus.

Não responda aos escárnios e humilhações:

Mt. 27:41 - E da mesma maneira também os príncipes dos sacerdotes, com os escribas, e anciãos, e fariseus, escarnecendo, diziam:
42 - Salvou os outros, e a si mesmo não pode salvar-se. Se é o Rei de Israel, desça agora da cruz, e crê-lo-emos.

A zombaria, escárnio, desavença vem porém mantenha seu foco, mantenha sua mente naquele que te chamou e prometeu cumprir até na sua humilhação um plano de vida e salvação.

Deus se levantará ao teu favor, e o agir dEle ninguém impedirá:

Mt. 27:45 - E desde a hora sexta houve trevas sobre toda a terra, até à hora nona.
46 - E perto da hora nona exclamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactâni; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?

54 - E o centurião e os que com ele guardavam a Jesus, vendo o terremoto, e as coisas que haviam sucedido, tiveram grande temor, e disseram: Verdadeiramente este era Filho de Deus.

Não se preocupe Deus levantará fiéis que permanecerão contigo e não te deixarão no opróbrio do inimigo:

Mt.27:57 - E, vinda já a tarde, chegou um homem rico, de Arimatéia, por nome José, que também era discípulo de Jesus.
58 - Este foi ter com Pilatos, e pediu-lhe o corpo de Jesus. Então Pilatos mandou que o corpo lhe fosse dado.
59 - E José, tomando o corpo, envolveu-o num fino e limpo lençol,
60 - E o pôs no seu sepulcro novo, que havia aberto em rocha, e, rodando uma grande pedra para a porta do sepulcro, retirou-se.

Mateus 27:11-66

Raquel Camargo Fragoso
Enviado por Raquel Camargo Fragoso em 25/12/2011
Código do texto: T3405911

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ('Citar a autoria de Raquel Camargo Fragoso e o blog raquelfragoso.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.