As batalhas pessoais do Rei Davi

As 7 batalhas de Davi


• 1) Rejeição do Pai.

Davi não era como Isaque ou José, o predileto de seu pai, se o fosse seria mais fácil ser o indicado para as altas posições ou certamente receberia privilégios de um pai que quisesse exaltá-lo. Mas com Davi era diferente, ele era o mais diferenciado entre todos os irmãos, ficava á margem da família, enquanto os irmãos eram soldados e “guerreiros” Davi ficava no campo, cuidando de ovelhas, logo não era orgulho para o pai e nem para ninguém.
Não obstante a toda rejeição e descrédito recebido, Davi tinha um coração especial, e Deus olhava para ele .
Muitos como Davi não tiveram o alento de um pai ou um “padrinho” em suas vidas, mas pelo contrário viveram o abandono ou desprezo por parte dos mesmos, porém se deixaram afetar por esta situação e tornaram-se pessoas doentias, amargas, limitadas em seus afetos e na condição de conquista, alegando que a falta de apoio lhes tolheu e impossibilitou uma vida bem sucedida, porém em Deus nenhuma situação de vitória pode ser impedida.
Davi rompeu com a visão que o pai tinha sobre ele, e aceitou a visão do Pai Celestial e visionou o grande de Deus.
Não se contamine com a pequenez e a culpa, Davi nem foi chamado para estar naquele momento tão importante de sua família, já que a visita de um sacerdote a uma casa era mais valiosa do que uma grande festa, gerava tremor até nos mais experientes e entendidos, porém isso não o abateu em nada, pois seu coração era limpo de toda contaminação e auto-piedade. Quando foi chamado sem ressentimento compareceu e foi o eleito por Deus para ocupar o reino e ser um ungido, não fique preso ao passado e aos destratos ou oportunidades perdidas por causa do homem, o que Deus tem para você ninguém poderá invalidar.

“E convidarás a Jessé ao sacrifício; e eu te farei saber o que hás de fazer, e ungir-me-ás a quem eu te disser.
Fez, pois, Samuel o que dissera o SENHOR, e veio a Belém; então os anciãos da cidade saíram ao encontro, tremendo, e disseram: De paz é a tua vinda?
E disse ele: É de paz, vim sacrificar ao SENHOR; santificai-vos, e vinde comigo ao sacrifício. E santificou ele a Jessé e a seus filhos, e os convidou ao sacrifício.
E sucedeu que, entrando eles, viu a Eliabe, e disse: Certamente está perante o SENHOR o seu ungido.
Porém o SENHOR disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a grandeza da sua estatura, porque o tenho rejeitado; porque o SENHOR não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o SENHOR olha para o coração.
Então chamou Jessé a Abinadabe, e o fez passar diante de Samuel, o qual disse: Nem a este tem escolhido o SENHOR.
Então Jessé fez passar a Sama; porém disse: Tampouco a este tem escolhido o SENHOR.
Assim fez passar Jessé a seus sete filhos diante de Samuel; porém Samuel disse a Jessé: O SENHOR não tem escolhido a estes.
Disse mais Samuel a Jessé: Acabaram-se os moços? E disse: Ainda falta o menor, que está apascentando as ovelhas. Disse, pois, Samuel a Jessé: Manda chamá-lo, porquanto não nos assentaremos até que ele venha aqui.
Então mandou chamá-lo e fê-lo entrar (e era ruivo e formoso de semblante e de boa presença); e disse o SENHOR: Levanta-te, e unge-o, porque é este mesmo.
Então Samuel tomou o chifre do azeite, e ungiu-o no meio de seus irmãos; e desde aquele dia em diante o Espírito do SENHOR se apoderou de Davi; então Samuel se levantou, e voltou a Ramá.” (I Sm.16)

O pai e família não via nele os atributos de um eleito de Deus e isso queria contribuir para impedi-lo de ter acesso à oportunidades, mas Deus prezou pelo coração de Davi e o destacou dentre os seus irmãos. Muitas vezes a situação familiar quer manter-nos aprisionados a uma sub-condição, pois julgam que não somos dignos de viver o melhor, mas aquele que tem um coração puro sempre será achado por Deus e escolhido dentre muitos, logo nenhum problema familiar ou desdém tem poder de paralisar a vida de nenhum filho de Deus.

Agora, pois, assim dirás a meu servo Davi: Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Eu te tirei do curral, de detrás das ovelhas, para que fosses chefe do meu povo Israel. ( I Crn. 17:7)


• 2) Desprezo dos irmãos:

Os irmãos se julgavam tão prepotentes e superiores que Davi era considerado um nada aos olhos deles, nenhum apostava em sua capacitação e nenhum o enxergava como um homem escolhido.
Mas independente de todo menosprezo e aversão que tinham contra ele, Davi permanecia puro e integro no que fazia, buscava ser o melhor naquilo que estava no poder de suas mãos, e Deus via isso em Davi, pois ele era fiel no pouco, ele valorizava o que tinha mesmo sendo pequeno e sem valor algum para toda a família, e por isso Davi foi considerado apto para viver o grande do Senhor.

“Então falou Davi aos homens que estavam com ele, dizendo: Que farão àquele homem, que ferir a este filisteu, e tirar a afronta de sobre Israel? Quem é, pois, este incircunciso filisteu, para afrontar os exércitos do Deus vivo?
E o povo lhe tornou a falar conforme àquela palavra dizendo: Assim farão ao homem que o ferir.
E, ouvindo Eliabe, seu irmão mais velho, falar àqueles homens, acendeu-se a ira de Eliabe contra Davi, e disse: Por que desceste aqui? Com quem deixaste aquelas poucas ovelhas no deserto? Bem conheço a tua presunção, e a maldade do teu coração, que desceste para ver a peleja.
Então disse Davi: Que fiz eu agora? Porventura não há razão para isso?” “( I Sm.17:26-28)

Os irmãos de Davi o menosprezavam, embora Davi já tivesse recebido a unção não era respeitado mas menosprezado, oprimido e ridicularizado diante das batalhas, porém habitava nele a força de Deus, que o tornava vitorioso e resistente. A afronta de conhecidos e até familiares não tem poder de fazer-te fracassar nas batalhas se tiveres uma vida com Deus.

• 3) Afronta do Gigante:

O Gigante Golias se considerava o maioral, sua presença e furor apavorava a muitos, que detinham-se na peleja, quando Golias olha para Davi nada vê, pois a essência de Davi que era poderosa na terra, a fé, firmeza de caráter que homem nenhum pode ver, quando Golias olha Davi o repudia, pois sua presença era franzina em nada o potencializava como um lutador. Mas Deus já havia ensinado Davi o poder de um coração que supera a aparência, Deus ensinara Davi sobre a essência e esse deve ser o nosso aprendizado que a aparência nunca tenha poder de te abater nas batalhas da vida.

“ E, estando ele ainda falando com eles, eis que vinha subindo do exército dos filisteus o homem guerreiro, cujo nome era Golias, o filisteu de Gate; e falou conforme àquelas palavras, e Davi as ouviu.
Porém todos os homens em Israel, vendo aquele homem, fugiram de diante dele, e temiam grandemente.
O filisteu também vinha se aproximando de Davi; e o que lhe levava o escudo ia adiante dele.
E, olhando o filisteu, e vendo a Davi, o desprezou, porquanto era moço, ruivo, e de gentil aspecto.
Disse, pois, o filisteu a Davi: Sou eu algum cão, para tu vires a mim com paus? E o filisteu pelos seus deuses amaldiçoou a Davi.
Disse mais o filisteu a Davi: Vem a mim, e darei a tua carne às aves do céu e às bestas do campo.
Davi, porém, disse ao filisteu: Tu vens a mim com espada, e com lança, e com escudo; porém eu venho a ti em nome do SENHOR dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado.
Hoje mesmo o SENHOR te entregará na minha mão, e ferir-te-ei, e tirar-te-ei a cabeça, e os corpos do arraial dos filisteus darei hoje mesmo às aves do céu e às feras da terra; e toda a terra saberá que há Deus em Israel;
E saberá toda esta congregação que o SENHOR salva, não com espada, nem com lança; porque do SENHOR é a guerra, e ele vos entregará na nossa mão.” (I Sm.17:23-24,41-47)


Muitos dizem você precisaria ter certo perfil e arquétipo, porém quem estabelecerá e atribuirá o que é fundamental para você vencer é Deus, e Ele tem poder de surpreender as pessoas pelo que Ele vai fazer na sua vida.
Aos olhos humanos Davi não apresentava os atributos de um guerreiro, e isso gerava mais desrespeito e confronto contra ele, porém Deus sabia que espiritualmente Davi era o homem ideal para vencer pois tinha um espírito forte que o tornava bem sucedido em todas as batalhas.

Não se deixe abater por aquilo que você vê, reavalie o modo que você se enxerga, mas olhe para o seu interior e veja a força que precisas para vencer.

• 4) Perseguição de Saul:

Davi passou sua vida toda em um ambiente de confronto e rejeição, e mesmo quando recebe uma promessa e a unção sobre a sua vida, continua aparentemente vivendo os mesmos problemas, agora Saul não queria aceitá-lo e com toda o poder que julgava ter além de persegui-lo tentava constantemente matá-lo .
Humanamente falando Davi poderia ter se ressentido, poderia ter se desesperado e cansado desistir do chamado, alegando que sempre sofrera a mesma situação e que não suportava mais, porém ele não fez isso, mas tentava dia a dia mostrar que era digno de receber o que Deus tinha prometido à ele, Davi procurava de todas as formas alcançar o ideal de Deus, e independente da visão que todos tinham dele ele nunca aceitou ser diminuído, mas se preocupava em melhorar e superar-se cada vez mais.
• Davi foi perseguido ferozmente e injustamente durante anos de sua vida, porém em nada ele atribuiu ao Senhor esta dificuldade que se mantinha em sua caminhada, mas apegado a Deus suportou a perseguição e venceu o seu maligno opressor, não na força da carne mas pela mão do Deus vivo.

“Depois também Davi se levantou, e saiu da caverna, e gritou por detrás de Saul, dizendo: Rei, meu senhor! E, olhando Saul para trás, Davi se inclinou com o rosto em terra, e se prostrou.
E disse Davi a Saul: Por que dás tu ouvidos às palavras dos homens que dizem: Eis que Davi procura o teu mal?
Eis que este dia os teus olhos viram, que o SENHOR hoje te pós em minhas mãos nesta caverna, e alguns disseram que te matasse; porém a minha mão te poupou; porque disse: Não estenderei a minha mão contra o meu senhor, pois é o ungido do SENHOR.
Olha, pois, meu pai, vê aqui a orla do teu manto na minha mão; porque cortando-te eu a orla do manto, não te matei. Sabe, pois, e vê que não há na minha mão nem mal nem rebeldia alguma, e não pequei contra ti; porém tu andas à caça da minha vida, para ma tirares.
Julgue o SENHOR entre mim e ti, e vingue-me o SENHOR de ti; porém a minha mão não será contra ti.
Como diz o provérbio dos antigos: Dos ímpios procede a impiedade; porém a minha mão não será contra ti.
Após quem saiu o rei de Israel? A quem persegues? A um cão morto? A uma pulga?
O SENHOR, porém, será juiz, e julgará entre mim e ti, e verá, e advogará a minha causa, e me defenderá da tua mão.” (I Sm.24:)

Compreenda que por mais poder, ódio ou ciúmes que alguém possa ter de de você, ou por mais que alguém tente te prejudicar, ninguém tem condições de tocar em sua vida além do que podes suportar, pois Deus é superior a toda afronta do inimigo e ele delimita o poder de atuação do seu perseguidor, pense em Jó, por isso o seu coração deve ser como o de Davi, sempre confiante pois é Deus quem fará justiça na sua vida, não se encha de ódio ou ressentimentos, confie.

“Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira, porque está escrito: Minha é a vingança; eu recompensarei, diz o Senhor.” (Rom.12:19)


• 5) Domínio sobre a imoralidade:

Davi conheceu na pele as consequências de ceder à sua carne, Davi em um tempo de guerra, optou pelo descanso e enviou outros para lutarem em seu lugar, neste momento ele habilitou pela passividade a entrada de um grande tormento em sua vida, acordou tarde e foi instigado a possuir uma mulher casada, inicia ai um período de grande queda e sofrimento da vida de Davi, pois depois de consumar o adultério com Beteseba, ele tem conhecimento que ela engravida, consciente da colheita, no sentimento de Adão tenta fugir das responsabilidades do erro diante do povo, e ás escuras providência a morte do esposo dela, um fiel combatente chamado Urias, após o assassinato encomendado de Urias, Davi então pensa em conviver com Beteseba sem problemas, porém um profeta de Deus traz a luz a prática que estava escondida, e ao contrário de Adão , Davi pede o perdão de Deus mas parece não estar muito consciente da queda, depois da morte do filho que está no ventre de Beteseba, ele cai em si completamente.
A legalidade promovida pelo espirito da prostituição, atingiu a família de Davi, seu filho Amonn seduziu e estuprou a irmã Tamar, a morte entra também na sua família pois o irmão Absalão indignado planeja a morte de Amonn pelo que fizera, e nas áreas que Davi habilitou o mal, há uma continuidade sobre sua família, a ponto de seu filho Absalão o mesmo que defendera a honra e moral da irmã, deita-se com todas as concubinas do seu pai, á plena luz do dia no alpendre do palácio, quando confrontava a autoridade do pai. Por isso Davi escreve o Salmo 51 onde clama pelo perdão do pecado que cometera com Bateseba e Urias, que gerou tanta habilitação em sua vida:

“Tem misericórdia de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias.
Lava-me completamente da minha iniqüidade, e purifica-me do meu pecado.
Porque eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim.
Contra ti, contra ti somente pequei, e fiz o que é mal à tua vista, para que sejas justificado quando falares, e puro quando julgares.
Eis que em iniqüidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe.
Eis que amas a verdade no íntimo, e no oculto me fazes conhecer a sabedoria.
Purifica-me com hissope, e ficarei puro; lava-me, e ficarei mais branco do que a neve.
Faze-me ouvir júbilo e alegria, para que gozem os ossos que tu quebraste.
Esconde a tua face dos meus pecados, e apaga todas as minhas iniqüidades.
Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto.
Não me lances fora da tua presença, e não retires de mim o teu Espírito Santo.
Torna a dar-me a alegria da tua salvação, e sustém-me com um espírito voluntário.
Então ensinarei aos transgressores os teus caminhos, e os pecadores a ti se converterão.
Livra-me dos crimes de sangue, ó Deus, Deus da minha salvação, e a minha língua louvará altamente a tua justiça.” (Sl.51)
Davi conheceu o choro e a humilhação e soubera o que é se lamentar pelo pecado, a ponto de muitas vezes clamar pela misericórdia e o perdão do Eterno sabendo das consequências que colhia por causa da iniquidade na carne.
Deus perdoou Davi do seu pecado, por ter cedido para uma situação que ele não precisava ceder, é necessário aprender que temos capacidade de vencer todas as batalhas e temos força para resistir ao mal que nos rodeia, e entender que embora sejamos amados e privilegiados de Deus Ele jamais será conivente com o mal em nós, Davi tinha um coração quebrantado pois entendia que á um coração puro Deus não desprezaria, portanto a quem mais é dado mais é cobrado, Deus confia em nós, por isso elimine toda contaminação da sua vida e saiba que as consequências são inevitáveis para aquele que já conhece a Deus e opta pela desobediência.

“Então disse Natã a Davi: Tu és este homem. Assim diz o SENHOR Deus de Israel: Eu te ungi rei sobre Israel, e eu te livrei das mãos de Saul;
E te dei a casa de teu senhor, e as mulheres de teu senhor em teu seio, e também te dei a casa de Israel e de Judá, e, se isto é pouco, mais te acrescentaria tais e tais coisas.
Porque, pois, desprezaste a palavra do SENHOR, fazendo o mal diante de seus olhos? A Urias, o heteu, feriste à espada, e a sua mulher tomaste por tua mulher; e a ele mataste com a espada dos filhos de Amom.
Agora, pois, não se apartará a espada jamais da tua casa, porquanto me desprezaste, e tomaste a mulher de Urias, o heteu, para ser tua mulher.
Assim diz o SENHOR: Eis que suscitarei da tua própria casa o mal sobre ti, e tomarei tuas mulheres perante os teus olhos, e as darei a teu próximo, o qual se deitará com tuas mulheres perante este sol.
Porque tu o fizeste em oculto, mas eu farei este negócio perante todo o Israel e perante o sol.
Então disse Davi a Natã: Pequei contra o SENHOR. E disse Natã a Davi: Também o SENHOR perdoou o teu pecado; não morrerás.
Todavia, porquanto com este feito deste lugar sobremaneira a que os inimigos do SENHOR blasfemem, também o filho que te nasceu certamente morrerá.
Então Natã foi para sua casa; e o SENHOR feriu a criança que a mulher de Urias dera a Davi, e adoeceu gravemente.” (II Sm.12:7-15)



• 6) Destruição na família:


Pelos seu pecado Davi habilitara a contaminação e destruição no seu lar, como o apóstolo pregou Davi não conseguiu manter sua família íntegra porque ele mesmo falhou, por isso viveu conflitos e teve batalhas perdidas, a vingança de Absalão, o incesto de Ammon, a traição de Absalão, a mentira, a violência tentou instalar-se em sua vida e família visando aniquilá-los, como um bom pai muito chorou pelos seus filhos, mas não conseguiu livrar muitas vezes das mãos dos adversários, embora tenha desejado com ardor o bem de sua herança.

“Porque, pois, desprezaste a palavra do SENHOR, fazendo o mal diante de seus olhos? A Urias, o heteu, feriste à espada, e a sua mulher tomaste por tua mulher; e a ele mataste com a espada dos filhos de Amom.
Agora, pois, não se apartará a espada jamais da tua casa, porquanto me desprezaste, e tomaste a mulher de Urias, o heteu, para ser tua mulher.
Assim diz o SENHOR: Eis que suscitarei da tua própria casa o mal sobre ti, e tomarei tuas mulheres perante os teus olhos, e as darei a teu próximo, o qual se deitará com tuas mulheres perante este sol.
Porque tu o fizeste em oculto, mas eu farei este negócio perante todo o Israel e perante o sol.
Então disse Davi a Natã: Pequei contra o SENHOR. E disse Natã a Davi: Também o SENHOR perdoou o teu pecado; não morrerás.
Todavia, porquanto com este feito deste lugar sobremaneira a que os inimigos do SENHOR blasfemem, também o filho que te nasceu certamente morrerá.
Então Natã foi para sua casa; e o SENHOR feriu a criança que a mulher de Urias dera a Davi, e adoeceu gravemente.” (II Sm.12:7-15)

Quando Davi pecou ele trouxe vergonha ao nome do Senhor que nele atribuiu tantas benção e vitórias, da mesma forma assim o Acusador nos acusa de dia e de noite diante do Senhor a fim de buscar motivos para nos desabilitar em nossa constituição.
Porém em Cristo estas maldições herdadas são quebradas e é possível estancar a hemorragia que traz dano à parentela pela raiz de Davi, Davi não conseguiu estabelecer a paz dentro do seu próprio lar, porém em Cristo haverá bom futuro, Ele tem poder de aniquilar a sentença que está sobre nós e todo roubo que tenta estender-se de geração á geração. Davi pecou e por isso sua herança contaminou-se, mas Jesus não pecou Ele é santo e todo o que está ligado á Ele está debaixo de benção e honra, pois sua herança é santa na terra. Davi não pode na totalidade viver este mover de cura , mas hoje a geração de Cristo, que se apega não a Davi mas ao Deus de Davi, tem vida plena e cura. Pois não seremos passivos diante do mal, mas independente das ocorrências familiares nos apegamos a Deus para proteger-nos, pois só Ele tem poder de fazer parar a malignidade no seu lar e família pela nossa firmeza na rocha que é Cristo.

• 7) Sentença humana:

Sempre tentaram colocar um stigma sobre Davi, por toda a vida procuraram colocar uma marca de limitação e impossibilidade diante dele, porém ele jamais sujeitou-se a isso, mas pelo contrário buscou resultados em Deus e alcançou patamares altos.
As sentenças humanas sempre vinham, nos momentos decisivos de sua vida um parecer crítico se erguia para tentar abatê-lo, deduções humanas e carnais provenientes de homens ou mulheres enfermos de mente e coração.
Davi se movia na dimensão de Deus irredutivelmente, não diminuía a marcha em direção a estória que Deus queria escrever para ele sempre consciente das suas dores e batalhas buscava superar-se sempre, ainda que nos momentos de sofrimentos sempre se deparasse com tais afronta dos homens.


• Seus Irmãos: “Bem conheço a tua presunção, e a maldade do teu coração, que desceste para ver a peleja.” (I Sm.17:28b)

• Saul: “Porém Saul disse a Davi: Contra este filisteu não poderás ir para pelejar com ele; pois tu ainda és moço, e ele homem de guerra desde a sua mocidade.” (I Sm.17:33)

• Golias: “Sou eu algum cão, para tu vires a mim com paus? E o filisteu pelos seus deuses amaldiçoou a Davi.” ( I Sm. 17:43b)

• A sua esposa Mical: “Quão honrado foi o rei de Israel, descobrindo-se hoje aos olhos das servas de seus servos, como sem pejo se descobre qualquer dos vadios.” ( II Sm. 6:20c)

• Simei: “E, amaldiçoando-o Simei, assim dizia: Sai, sai, homem de sangue, e homem de Belial....Simei ia ao longo do monte, defronte dele, caminhando e amaldiçoando, e atirava pedras contra ele, e levantava poeira. ” (II Sm.16:7,13)

Não importa o que digam para você e de você, Não submeta-se a sentenças humanas, aguarde sempre um parecer de Deus sobre a sua vida, pois ele é favorável a ti, e entregará poderosas conquistas em suas mãos.
Após muitos embates e tentativas frustradas de abatimento, Davi em mais um dos momentos difíceis de sua vida, devido a uma queda, tem diante de si uma poderosa decisão e sem titubear decide:

“Então disse Davi a Gade: Estou em grande angústia; porém caiamos nas mãos do SENHOR, porque muitas são as suas misericórdias; mas nas mãos dos homens não caia eu.” (II Sm.24:14)

Davi opta cheio de convicção por estar nas mãos de Deus, e não ser entregue nas mãos dos homens que tanto o injustiçaram e acusaram indevidamente, pois sabia que Deus sempre será justo para retribuir conforme a obra real das suas mãos e o ajudaria a superar, porém os homens sempre queriam atingi-lo e destruir suas conquistas retirando sua força para lutar. Assim Davi quebra todas as sentenças humanas que pesavam sobre a sua vida e coloca-se integralmente nas mãos de Deus para ser livrado, julgado e perdoado.

Raquel Camargo Fragoso
Enviado por Raquel Camargo Fragoso em 14/02/2011
Reeditado em 14/02/2011
Código do texto: T2791909

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ('Citar a autoria de Raquel Camargo Fragoso e o blog raquelfragoso.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não po