Luz, câmera, ação!

27 de Julho de 2011 Fernanda com F Ensaios 1009

Felicidade.
Não é mais um dia de sol? Dia de ser completo, de deixar transparecer os medos e as desavenças. Dia de sonhar; de deixar tornar-se membro da realidade; de deixar de ser mero espectador do mundo.
De ser mundo.
De ser a sola do sapato que percorre os labirintos do desafio. Desafio de ser você; pensar como você; agir como tal. E ser só mais um no meio de tantos que, como você, tu, ocê sabem o que querem, não sabem como agir; criam fábulas pra que uma confusão maior e torpe não tome as rédeas das ações que não são ações sem que você as faça parecer.
Tristeza é para os fracos. Aqueles que não têm tanto medo de errar quanto de cair dum abismo, mas não do físico, que esse, qualquer desfibrilador salva. O abismo do vazio. Aquele que vem de dentro e toma partido de tudo o que sai do sonho, tudo o que é uma realidade inventada. Porque tudo é sonho, a menos que liguemos o interruptor.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Lembra? há 4 horas

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 9


Principio há 4 horas

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 8


Viandar há 4 horas

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 7


Fluxo do tempo. há 4 horas

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 9


Sou há 5 horas

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 8


Ame...! há 5 horas

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 6