Não é à toa que os idosos felizes
comportam-se como crianças.

A. J. Cardiais