Os amores platônicos nascem com a timidez e morrem com o silêncio