Aquele que deixa de perdoar o seu semelhante, apaga a luz da sua própria existencia(Clavio J. Jacinto)