NÃO TÃO DISTANTES DO QUE NOS ERAM TÃO PRÓXIMOS,DESAPERCEBIDOS DE NOSSO OLHOS,MAS NÃO DO CORAÇÃO,COM QUANTO BARREIRAS SEPARADORAS,INEXPIADAS,APARTARAM ESTA BELEZA INTERIOR DOS SERES.AO LONGO DOS IDOS,SE PERDERAM PELAS POSSIBILIDADES,OU DE UM TALVEZ, DAS IMPOSSIBILIDADES DESTE APEGO ESVAÍDO NOS DESAPEGOS.

OS ALVISSAREIROS FOMENTAM QUE ESTE REALIZAR,QUE SE PERDERAM PELA LUZ TÊNUE DE UM CANDEEIRO,SE AFLOREM NOS REFLEXOS ILUMINANTES DESTE PRESENTE,TÃO PRÓXIMO,QUE TALVEZ,A SUA MAGNITUDE DE UMA LUZ TÃO FULGURANTES VENHAM A NÓS CEGAR EM DETRIMENTO DO QUE NÃO QUEREMOS VER.

DINEY MARQUES.