“O ego levanta sobre sí uma armadura quase indestrutível, mas esquece-se de que a língua, desfere um golpe mais mortal de que uma flecha envenenada quando diz a verdade”.