Ventos

Ventos do outono
Despem as árvores
E vestem o chão.

Borboleta

Vai borboleta!
Não há cercas nem muros,
Só liberdade.

Noite

Oh, noite mulher!
Pendente em verde folha
Ficou a tua lágrima.

Folha

Folha caindo
é outono chegando
no verão da vida.