Em 15 de outubro comemora-se o Dia do Professor, esse incansável mestre que trabalha para levar o que de mais importante uma pessoa pode receber na vida: educação. A esse exército de homens e mulheres que encaram sua profissão como uma missão, a missão de formar cidadãos, presto minha respeitosa homenagem. O professor é um agente de mudanças, de transformação de vidas, um condutor do saber que, muito mais do que ensinar a ler, a escrever e a fazer contas, ensina a ser gente. Esse dia dedicado ao professor é muito pouco pelo muito que ele representa. Infelizmente é um dia lembrado apenas no ambiente escolar, mas que deveria ser lembrado por todos em todos os lugares. Meu respeito e admiração pelo professor começou ainda na tenra idade através de minha mãe, que foi professora do ensino primário durante 27 anos, todos em escola pública no interior do estado do Paraná. Foi ela quem me ensinou a importância do aprender antes mesmo de eu entrar para a escola. Lembro-me dela trazendo pilhas e pilhas de cadernos para corrigir em casa e frequentemente a via debruçada sobre seu diário de planejamento de aulas até altas horas da noite. Era muita dedicação e carinho por seus alunos. No tempo em que ela lecionava o professor era uma pessoa respeitada. Alunos, pais e autoridades em geral davam ao professor seu merecido lugar de destaque na sociedade. Esses anos ficaram para trás e hoje o professor, principalmente da rede pública de ensino, é maltratado em todos os sentidos. Muitos tem sido ameaçados, intimidados e agredidos verbal e fisicamente por alunos e o poder público não lhes dá o devido valor. Mas eles resistem, e só resistem porque amam o que fazem. O professor nunca recebeu remuneração compatível com a importância do seu trabalho, por isso só leciona quem tem vocação e amor pelo ensinar. Esta semana porém, fiquei muito feliz em ver que apesar de tudo o que o professor passa ainda existe um certo respeito e admiração que eu achava não existir mais. Tenho um amigo, o Marcelo, professor em escola pública estadual na cidade de São Paulo que recebeu uma cartinha de sua aluna Dayana, onde ela demonstra toda sua gratidão pelo que ele faz em sua vida e de seus colegas e reconhece todo seu amor e dedicação em ensiná-los. Atitudes como a de Dayana nos dá a esperança de que o professor ainda voltará a ocupar o lugar de respeito na sociedade, lugar que jamais deveria ter sido tirado. Afinal, é graças ao professor que consigo escrever e é graças a ele também que você consegue ler o que está escrito, portanto, cumprimente pelo menos um professor nesse dia 15 de outubro e diga-lhe o quanto ele é importante na vida de todos nós.
À minha mãe, ao Marcelo e a todos os professores desejo sinceramente um Feliz Dia do Professor!