Uma velhinha caminhava pela calçada arrastando 2 sacos plásticos de lixo.
Uma das sacolas estava rasgada e de vez em quando caía uma nota de 20 dólares pelo buraco da sacola.

Um policial que passava a parou e disse:

— Senhora, tem notas de 20 caindo desse saco plástico.

— É mesmo? Que droga! — respondeu a velhinha.
— Melhor eu voltar e ver se eu pego as que caíram. Obrigado seu guarda por me avisar.

— Pera aí senhora, onde conseguiu todo esse dinheiro? A senhora não andou roubando, né?

— Não, não… sabe seu guarda, o meu quintal dá para um campo de golfe, e um monte de golfistas urinam por um buraco que tem na minha cerca, direto no meu canteiro de flores.
Isso realmente me incomodava; sabe, matava minhas flores. Então eu pensei: Porque não me aproveitar dessa situação?
Agora eu fico bem quieta, atrás do buraco na cerca, com a minha tesoura de jardim. Toda vez que algum golfista enfia o "instrumento" através da minha cerca, eu pego ele de surpresa, agarro o instrumento e digo:

-OK amigão, ou me paga 20 dólares ou eu corto essa coisa.

— Parece justo, — diz o policial rindo da história.
— OK, boa sorte! Mas, a propósito, o que tem no outro saco?

— Bem, seu guarda … — diz a velhinha. — Nem todos querem pagar ,né !