Possuidor de muitos amantes
E nenhum sabe disfarçar
Sentimento único tão gritante
Que o impede de falar.

Deixa os sentidos menos aguçados
Desnorteamento instantâneo
Pelos olhos são denunciados
Não age mais por espontâneo.

Pela manhã é muito presente
À tarde, muito pretendido
Mas é quando chega a noite
Que ele realmente é conhecido.

Ele traz o sonhar
E nunca perde uma batalha
Não importa o quanto lutem
No final, todos jogam a toalha.

Com ele nascemos
E ficamos até no abandono
Afinal, todos nós temos
O grande dom de sentir sono!