O som do vento lá fora, atormenta, assusta,
quebra o silêncio do interior do meu quarto
de repente, gotas, muitas gotas, chuva...

Relâmpagos, trovões, aqui dentro, tristeza,
o único brilho é o da luz do quarto acesa,
olho pro lado da cama vazia...

Mais uma vez, sozinho, nesta noite fria.

Chuva lá fora, lágrimas, olhos choram.