UMA MARGARIDA PARA O MENINO

23 de Março de 2012 Maria Hilda Infantil 808

Conta a lenda que quando Cristo nasceu todas as aves ficaram muito felizes. Agora, sim – diziam elas – o mundo tem um Salvador. Seguindo a estrela, bando de patos e gansos selvagens vinha da Europa e da América, outras aves vieram da África e da Oceania, mas todas com o mesmo propósito: conhecer o menino Salvador nascido na cidade de Belém.

Ao passarem pelo Brasil gritavam para as aves brasileiras: Cristo nasceu: aleluia! Vamos a Belém! Vamos, companheiras!
As aves brasileiras seguiram as estrangeiras e, entre elas estava um lindo papagaio da Amazônia com suas penas verdes, amarelas e azuis. Chegaram à cidade de Belém e foram, segundo indicações, para o local onde o menino Jesus estava deitado em uma manjedoura. Chegaram em silêncio para não acordar o bebê que dormia tranquilamente.

Fazendo reverência, um ganso entregou seu presente a Maria, mãe do menino. Depois foi a vez do pato, depois uma andorinha, um cuco, um canário, todos entregando seus presentes.
O papagaio ficou triste. Não tinha presente para ofertar ao menino. Foi então que, olhando para um canto, ele viu uma flor branquinha como a neve e pensou em dá-la ao pequenino. Colheu a flor e foi se aproximando para entregá-la a Nossa Senhora, quando uma cegonha, tomando a dianteira, entregou uma linda e valiosa pérola que lhe dera uma ostra do fundo mar. Isso é que é presente rico! Exclamou um condor vindo das Cordilheiras dos Andes. O papagaio perdeu a coragem. Como dar um presente tão insignificante a uma criança santa?

Tristonho e com a margarida branquinha no bico, ele foi se afastando do Salvador. Como uma brisa suave, a voz de Maria o chamou:
- Aproxime-se lindo papagaio e entregue seu rico presente.
Os olhinhos do papagaio brilharam de alegria e emoção. À medida que ia se aproximando de Jesus, a margarida branquinha que não tinha miolo foi ganhando um de ouro que reluzia como os raios do sol. Levado pelas mãos de Maria, o papagaio depositou seu rico presente aos pezinhos do Salvador.
Foi a partir dessa época que as margaridas passaram a ter um miolo dourado simbolizando a riqueza do presente que uma ave deu ao Rei de todos os reis.

23/03/12

(histórias que contava para o meu neto)


Leia também
"Como chamar-te amiga" há menos de 1 hora

Tudo foi tão bonito, era tudo carinho e paixão. E hoje estas tão longe ...
joaodasneves Poesias 5


Sodoma e Gomorra Estão Aqui há menos de 1 hora

Nos dias de Sodoma e Gomorra ainda havia muitos lugares na Terra para os qu...
kuryos Artigos 5


Traços Mudados há 5 horas

O tempo passou, e eu nem percebi... Meus Deus, o que mudou? Envelheci. ...
a_j_cardiais Poesias 25


Queimando os Últimos Cartuchos há 5 horas

Sinto que estou queimando os últimos cartuchos... Estou chegando ao fim....
a_j_cardiais Poesias 25


"Posso ser o poema" há 8 horas

Barcos que navegam, ao luar, as imensas ondas do mar até as nuvens lá n...
joaodasneves Poesias 6


"Vi em ti" há 16 horas

Em ti eu vi o sol, o mar senti o vento aprendi a viver, soltei o sentime...
joaodasneves Poesias 7