A aranha espreita
a mosca,
que não deita
nem dorme de touca.

A mosca espreita
a aranha,
que na manha,
finge-se de besta.

A mosca, de touca...
A aranha,
na manha...

A mosca se enrosca,
a aranha
ganha.

A. J. Cardiais