DONA CORUJA SABICHONA (cordel infantil)

11 de Janeiro de 2018 Maria Hilda Infantil 132

Numa noite quente enluarada
Reunida estava a bicharada
E como pra fazer não tinha nada
Iniciou-se uma acirrada discussão
Com gritos e firmeza na afirmação
Que era o nobre parente do leão
O morador da grande lua do céu.

A girafa esticando o seu pescoção
Disse não ser a sombra de um leão
Aquela que se via daqui do chão,
Parecia mais com a assombração
Do seu nobre antepassado Girafão.
Ora, não seja metida sua convencida,
Com sua ideia este rato não compactua

E veja se esta discussão não tumultua
Pois o bicho que vive lá na bela lua
Que tem a forma de um queijo de cuia
É o meu tataravô e toda sua família.
Grande coisa! Disse um chimpanzé
Se for por causa de forma eu garanto
E não será pra vocês grande espanto

Se a lua tem forma de grande banana
Quem é que nela mora? Quem? Quem?
É o macaco que o rabo sempre abana.
E a discussão prosseguiu acelerada
Até que uma turma de bichos enfezada
Antes de dar a querela por encerrada
Resolveu consultar a ave mais esclarecida,

A mais inteligente: a Coruja Sabichona.
E foi uma raposa vermelha espertalhona
Junto com uma arara azul falastrona,
Que se dirigiram para a grande árvore
Onde tudo vigiava placidamente
A mais sábia ave da floresta existente.
Senhora dona da sabedoria e da verdade,

Viemos consultá-la com toda seriedade
Sobre um assunto que gera contrariedade:
Quem é o ser que da lua é habitante?
Leão, rato, macaco ou uma girafa gigante?
Rindo respondeu a dona do conhecimento:
Raposa, espanta-me o seu desconhecimento
Na lua não mora bicho e muito menos gente

A condição de vida lá é inexistente:
Não há água nem ar, fique você ciente.
A sombra que daqui se vê é de montanhas
Não de bichos contadores de façanhas,
E se fosse permitido na lua vivermos
Não seria o rato nem a raposa charlatona,
Seria dona Coruja Sabichona. Ah, ah, ah.

(histórias que contava para o meu neto.)

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Paz Celestial há 7 horas

Paz na alma é muito mais Do que paz de mente... pois passa desta par...
kuryos Artigos 7


Poema Rosa Para um Dia de Sol há 22 horas

A Rosa Emília A Rosa que an...
a_j_cardiais Poesias 39


Poema Suado há 22 horas

Estou num deserto de inspiração... Nada passa por aqui... Nem ladrão. ...
a_j_cardiais Poesias 34


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 3 há 1 dia

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 12


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 2 há 1 dia

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 10


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 1 há 1 dia

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 10