Queria ser centopeia
Para ter cem sapatinhos
Pra calçar os cem pesinhos
Isso é uma grande ideia.

Mas prefiro ser criança
E brincar de pular corda,
Fazer no cabelo uma trança,
Sentar com a turma na borda

Da piscina e na água me jogar.
Nadar sonhando com fadas,
Pular como o golfinho no mar
Voar como aves encantadas,

Montar num cavalo alado
Para conhecer o universo,
Encontrar um príncipe encantado
Falando de amor em verso

Para acordar a Bela Adormecida
Quebrando o negro feitiço
E serem felizes por toda vida.
Não é preciso tanto reboliço

Porque o que quero na verdade
É viver a grande festança,
Sem muita complexidade,
Dos meus dias de criança.

10/06/12