Racha, racha a lenha seca,
Racha, racha lenhador.
Cuidado pra não rachar
O tronco que dá flor.

O machado fez um rachão
No pé de mamão,
E fez um calo, ai que dor,
Na mão do rachador.

Hoje haverá ralhação
Na classe do João.
Ralhará tanto o ralhador
Que o simples ralho
Será um longo ralhaço.

Ó ramo, ó ramada,
Que vive a ramalhar,
Com tua verde ramagem
Quero minha rua ramear.

Rapinante
Rapina
Rapidamente.

Rasga a roupa rasgador,
Faça só uma rasgadela
No terno de flanela,
E um leve rasgadinho
No vestido de linho.

Menino dá rasteira,
Trevo é planta rasteira.
Tem bicho rastejador,
Não entre no mato Leonor.

Ratificador
Não é caçador
De ratos
Meu amor.

Resfolegante,
Será refrigerante?
Se for beba devagar,
Pare para resfolegar.

(histórias que contava para o meu neto)
Maria Hilda de J. Alão