2 Irmãos - Quem fala a Verdade (1)

01 de Outubro de 2011 Yulouwill Juvenil 704

Sirílo e Vítor são filhos de um casal bastante ricos, dono de um império construído com sacrifício, e eles tem mais duas irmãs menores, uma de 17 anos Mónica e outra de 15, a Paula.

Chega do interior, uma jovem chamada Alicia, ela morava com a mãe, mas ela morreu vitima de uma doença grave e incurável, sendo assim ela decide vir morar com a tia no rio de Janeiro.

Alicia, é Muito bonita, e mal ela chega no bairro onde moram seus tios, todas as atenções voltam-se para ela, com sua doçura, beleza e simpatia conquista todo mundo, principalmente os rapazes do bairro.

Vítor tinha um pequeno romance com a bela e sensual Kelly, uma modelo famosíssima, mas o romance era mantido em segredo por enquanto.

Um certo dia na empresa, Sirílo comete um grande erro, erro esse que compromete de certa forma a empresa. Um pequeno erro com os balanços da empresa que podia levar a desgraça mas graças a intervenção de Vítor tudo se resolve, e mais uma vez Sirílo é desaprovado, humilhado e repreendido pelo pai mas dessa vez na frente de todos. Triste e magoado, ele resolve ir espairecer na praia.

Por coincidência Alicia também estava na mesma praia, ela estava maravilhada por ver o mar, pela 1ª vês na sua vida. Ela nunca tinha visto algo tão lindo, ela vinha caminhando distraída com a beleza do mar, e sem querer ela tropeça no moço que estava sentado na areia. Era Sirílo, e ele fica, encantado, com a beleza da jovem, em sua vida nunca tinha visto tamanha beleza em uma mulher só, eles se apresentam e conversam bastante nesse dia até ficar um, pouquinho, tarde.

Depois da Praia, Alicia ia na mansão Villa Real para falar com sua tia que trabalhava lá como cozinheira, e ao atravessar a rua ela quase é atropelada por um carro, esse carro era de Vítor, ela fica machucada, torce o pé, Vítor desce do carro bastante preocupado, já estava escurecendo, ele ia se reunir com alguém importante. Ele vai ver a moça, ela estava olhando seu pé machucado, e seus cabelos cobriam seu rosto, Vítor se aproxima para tentar ajuda-la.

- Você está bem moça?

Alicia, ajeita o cabelo e olha para Vítor cheia de dores no pé, Vítor fica paralisado por instantes, ele ficou contemplando a beleza que via. Ele leva-a ao centro de saúde, e depois a leva para casa dela, Alicia não queria mas ele insiste. Chegando em casa já todo mundo preocupado com a moça que não conhecia a cidade muito bem, ao vê-la descendo de um carro luxuoso com o pé machucado, seus tios saem correndo para saber o que aconteceu, e Vítor acaba descobrindo que ela era sobrinha de sua querida Nancy, a cozinheira de sua casa.




Se comentarem postarei os proximos

Espero que gostem

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Lembra? há 2 dias

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 21


Principio há 2 dias

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 15


Viandar há 2 dias

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 13


Fluxo do tempo. há 2 dias

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 15


Sou há 2 dias

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 13


Ame...! há 2 dias

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 11